Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2022

Cartão branco para o futebol feminino jovem

A equipa da Associação de Futebol de Viseu foi a vencedora do Grupo F da Fase Zonal.

-PUB-

Os clubes que se dedicam à formação da juventude pela via do desporto merecem encómios. Mais ainda se os atletas forem mulheres, anos e anos depois de terem elas sido praticamente arredadas da prática desportiva, a qual só acontecia em determinados parâmetros mais opcionais próprios do que organizados. E, entre estes, os que salientavam a parte mais graciosa do corpo da mulher (ginástica, atletismo ou natação, por exemplo). Para mais, certos tipos de modalidades (hóquei em patins, ciclismo ou pugilismo) não eram entendidas como “próprias” para a expressão e desenvolvimento das mulheres (muito menos, na altura, falar de igualdade de género) e tarde conseguiram carta de alforria para estas.

O exemplo mais paradigmático é o futebol. Lentamente, o futebol de salão mobilizou raparigas para o “jogo da bola” que, no entender de muitos, não era “para meninas”. E se um jogador caía e se magoava, queixando-se e lamuriando, logo havia quem dissesse: “não és homem nem és nada, és uma menina, um mariquinhas”.

As coisas mudaram muito. Dos pavilhões para o terreno de jogo relvado, de equipas de cinco para as de onze, as meninas/mulheres de hoje estão em absoluta equidade em relação aos rapazes/homens.
Em certos momentos da formação (os iniciais, com petizes, traquinas, benjamins, infantis) até são permitidas equipas mistas, o que, em termos pedagógicos, é muito proveitoso no convívio, disciplina, interação, competição entre eles e elas.

Mas a grande realidade do futebol de hoje também assenta no futebol feminino, tal como pudemos constatar, no anterior fim de semana, no Complexo Desportivo de Vila Pouca de Aguiar, através da realização do Torneio Interassociações de futebol feminino, no qual participaram três seleções: Guarda, Vila Real e Viseu.

Este torneio (no qual estiveram atletas “Sub-16”) teve como objetivo alcançar o acesso à “Liga de Ouro” (Fase Final) que será disputada em abril, reunindo os vencedores das fases zonais.

A equipa da Associação de Futebol de Viseu foi a vencedora do Grupo F da Fase Zonal.
Da equipa da Associação de Futebol vila-realense fizeram parte atletas do Abambres (9), Vila Real (2), Régua (2), Santo Estêvão e Mesão Frio, a saber: Francisca Capela, Raquel Santos, Raquel Nascimento, Leonor Vilela, Melissa Corujo, Ana Júlia, Eva Carreira, Ana Machado, Eduarda Coelho, Ana Silvério, Maria Silvério, Carlota Vale, Margarida Mota, Jéssica Soares e Carolina Carvalho, treinadas por Pedro Ribeiro.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.