Quarta-feira, 17 de Agosto de 2022

Cartão do Teatro vai permitir poupar mais de 40 euros no próximo trimestre

Descontos e bilhetes gratuitos entre os benefícios do cartão que já conquistou o público. Programação do próximo trimestre exalta a liberdade

-PUB-

Com um balanço muito positivo desde que foi lançado, em janeiro, o Cartão do Teatro já foi adquirido por mais de duas centenas de espectadores e prevê uma poupança de mais de 40 euros para a programação do próximo trimestre.

Rui Araújo, diretor da casa de espetáculos vila-realense, referiu que na programação dos próximos três meses, que foi lançada publicamente no dia 31, os portadores do cartão terão descontos “em mais de uma dúzia de espetáculos”.

O mesmo responsável lembrou que a ideia nasceu da necessidade de fazer face à crise sem reduzir no número nem na qualidade da programação. “Sabíamos que havia pessoas que não vinham tantas vezes ao Teatro porque não tinham condições financeiras”, explicou o diretor sobre a iniciativa que visa distinguir os espetadores mais frequentes e, ao mesmo tempo, estimular a criação de novos públicos.

De recordar que os portadores do cartão, que pode ser adquirido na bilheteira por dez euros, têm acesso a descontos de 50 por cento na compra de dois bilhetes para uma grande parte dos espetáculos, bem como a descontos de 10 por cento em jantares para duas pessoas, na noite dos espetáculos, em três restaurantes de Vila Real. Entre os benefícios está ainda a oferta de dois bilhetes no dia do aniversário do utilizador (a escolher entre os espetáculos assinalados na agenda), o envio gratuito da programação trimestral, das newsletters e de outras informações sobre atividades desenvolvidas no Teatro e ainda convite para ensaios abertos ou iniciativas similares.

 

Novo trimestre sob o “signo da liberdade”

 

A temática da liberdade “vai estar presente ao longo de todo o trimestre”, explicou Eugénia Almeida, vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Real adiantando ainda que “a participação e envolvimento das comunidades” volta a ser uma grande aposta na programação.

Em abril, maio e junho, outro aspeto que sai reforçado é o Serviço Educativo, que vai contar com mais de 60 ações, considerou a autarca.

Rui Araújo especificou alguns dos espetáculos explicando que a temática da liberdade será consubstanciada em vários momentos, um deles a realizar no dia antes de se assinalar o 25 de Abril, com o espetáculo Canções de Abril, durante o qual o Grupo Canto D’Aqui, o Coro de Pais do Conservatório Gulbenkian e a Orquestra Filarmónica de Braga vão partilhar o palco com vários coros convidados de Vila Real, para apresentar “um conjunto de canções representativas da luta pela liberdade” e que marcaram a Revolução dos Cravos.

Um ciclo de cinema (nos dias 5 e 6 de maio) com três documentários sobre os 70 anos da II Guerra Mundial e o filme satírico de Charlie Chaplin que retrata o regime de Hitler (“O Gerande Ditador”), e um espetáculo de dança denominado “Free” ajudam também a construir o tema que serve de base à programação.

No que diz respeito à participação do público, os espetadores vão voltar a ser convidados a subir ao palco, desta vez para dançar, graças ao espetáculo “Fica no Singelo”, que, no dia 29 de maio, vai promover o “encontro” entre “o baile e as danças tradicionais e a dança contemporânea”.

Os concertos dos Mão Morta (18 de abril), de Paulo de Carvalho (16 de maio) e da Emmy Curl (5 de junho) fazem também parte da programação, que até o final deste mês fica marcada por mais uma edição do Festival de Teatro “Vinte e Sete”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.