Domingo, 22 de Maio de 2022

Casa da Criança Mirandesa com 182 mil euros para obras de requalificação

A Fundação Casa da Criança Mirandesa (FCCM), em Sendim, no concelho de Miranda do Douro, viu aprovada uma candidatura de 182 mil euros destinados à remodelação e adaptação da estrutura residencial que acolhe 27 idosos, foi hoje anunciado

“Esta remodelação vai abranger o edifício destinado ao acolhimento de idosos, de forma a dotá-lo de mais eficiência energética e proporcionar maior conforto aos 27 utentes que ali estão instalados em regime de lar da terceira idade. É uma instituição social que tem a sua capacidade esgotada”, explicou à Lusa o presidente da FCCM, padre António Pires.

As obras foram comparticipadas pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) em 85%. Esta candidatura foi aprovada a 20 de janeiro, estando previsto o arranque das obras no início do próximo mês de maio, com um prazo de conclusão de um ano.

A intervenção resulta de um Pacto Social que envolve o município de Miranda do Douro, a Comunidade Intermunicipal Terras de Trás-os-Montes e o Centro Local de Ação Social (CLAS). A FCCM tem o estatuto de Instituição Particular de Segurança Social (IPSS) e está sob a alçada da diocese de Bragança-Miranda, contando com um historial de cerca de seis décadas, sendo composta por três edifícios autónomos.

Nestes estão instaladas diversas valências sociais e, ainda, um centro de arte e restauro. Segundo o padre António Pires, as obras serão efetuadas num edifício que já apresenta algumas deficiências estruturais, nomeadamente, no que concerne à infiltração de águas pluviais.

O responsável avançou, ainda, que foram adquiridas duas viaturas elétricas de apoio domiciliário que estão adaptadas para o transporte de idosos com um valor global de cerca de 27 mil euros mais IVA, e comparticipadas em 25 mil euros.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

Homem encontrado morto em casa

PREMIUM

Um lar a que todos chamam casa

Homem morre em colisão

Homem morre afogado em Valdanta

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.