Domingo, 1 de Agosto de 2021
©DR

Casal detido por ter estufa de canábis em local ermo de Mirandela

Um casal foi detido em Mirandela, no distrito de Bragança, por alegadamente ter uma estufa de canábis num local ermo do concelho descoberta pela GNR, informou hoje aquela força de segurança.

-PUB-

O comando distrital da GNR de Bragança explica, em comunicado, que o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Mirandela deteve, na quarta-feira, “um casal de 56 e 60 anos por tráfico de estupefacientes e desmantelou uma estuda de canábis, no concelho de Mirandela”.

Segundo a fonte, “o casal, que residia num local ermo e rodeado de vegetação, aproveitava a localização da residência para, de forma dissimulada, plantar, secar e embalar canábis”.

A investigação à atividade suspeita “durava há cerca de um ano” e, na quarta-feira, os militares da GNR deram cumprimento a dois mandados de busca, uma domiciliária e outra numa viatura.

A operação culminou na detenção do casal e no desmantelamento da estufa com a apreensão de 43 plantas de canábis.

A GNR apreendeu ainda duas balanças de precisão, várias armas, nomeadamente de fogo, facas, um bastão de pregos e uma catana, bem como material informático alegadamente relacionado com o crime de tráfico de estupefacientes.

Os detidos serão presentes ao Tribunal Judicial de Mirandela para aplicação de medidas de coação.

Esta operação contou com o reforço do Posto Territorial de Torre de Dona Chama, do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Mirandela e da Unidade de Emergência, Proteção e Socorro (UEPS).

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.