Quinta-feira, 2 de Fevereiro de 2023
No menu items!
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Cofres da Autarquia atacados a rebarbadora e maçarico

Nos últimos dias, uma vaga de assaltos a cofres tem ocorrido, em Trás–os-Montes. A Câmara Municipal de Ribeira de Pena, a Cooperativa de Agricultores de Vila Pouca de Aguiar e a Tesouraria das Finanças de Alijó viram os seus cofres serem arrombados, a rebarbadora e maçarico. Na edilidade de Ribeira de Pena, foi onde os […]

-PUB-

Nos últimos dias, uma vaga de assaltos a cofres tem ocorrido, em Trás–os-Montes. A Câmara Municipal de Ribeira de Pena, a Cooperativa de Agricultores de Vila Pouca de Aguiar e a Tesouraria das Finanças de Alijó viram os seus cofres serem arrombados, a rebarbadora e maçarico. Na edilidade de Ribeira de Pena, foi onde os larápios fizeram mais estragos. O seu cofre foi alvo de um assalto, perpetrado por desconhecidos. Dele foram furtados cerca de seis mil euros, tendo sido ainda roubados três telemóveis, um computador portátil e algum dinheiro do bar de apoio ao clube de caçadores da terra.

Não se sabe quando ocorreu este assalto, pois suspeita-se que o mesmo tenha sido já efectuado na madrugada do fim-de-semana. Foi por uma janela de um gabinete no rés-do-chão do edifício que os assaltantes entraram e tiveram acesso à Tesouraria do Município. Aqui, munidos de uma rebarbadora e maçarico, conseguiram abrir um buraco, no cofre, levando, consigo, o dinheiro, bem como um cheque, de uma quantia avultada. Outros cheques existentes ficaram espalhados, pelo chão.

Também outras secções foram passadas, a pente fino, pelos assaltantes que arrombaram várias gavetas de secretárias, incluindo as do Gabinete de Apoio à Presidência, de onde desapareceu o computador portátil.

O Presidente da Câmara Municipal local, Agostinho Pinto, disse que “a edilidade está a fazer um levantamento exaustivo dos prejuízos”, esperando que as autoridades consigam interceptar os autores dos roubos.

De referir que foi uma empregada de limpeza que deu o alerta do assalto.

Antes da chegada dos elementos do NIC da GNR de Vila Real, por ordem do Presidente da Câmara Municipal, os funcionários não entraram no edifício, para facilitar a missão daqueles elementos da autoridade, no apuro de eventuais indícios.

Também o cofre da Cooperativa de Agricultores de Vila Pouca de Aguiar terá sido aberto, a rebarbadora e maçarico, tendo sido roubado um montante em dinheiro, ainda que pouco significativo. Já na região do Douro, há alguns dias atrás, um outro cofre, o da Repartição das Finanças de Alijó, foi esventrado, a maçarico, tendo sido furtado, também, algum dinheiro.

 

Jmcardoso

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.