Quinta-feira, 7 de Julho de 2022

“Concurso Vinhos de Trás-os-Montes” decorreu em Valpaços

A décima primeira edição do "Concurso Vinhos de Trás-os-Montes" decorreu em Valpaços. Ao longo de dois dias, foram avaliados 121 vinhos de 37 produtores da região. A entrega de prémios está prevista para 30 de junho

Entre ontem e hoje, a Casa do Vinho, em Valpaços, foi palco da décima primeira edição do “Concurso Vinhos de Trás-os-Montes”, promovido pela Comissão Vitivinícola Regional De Trás-os-Montes (CVRTM).

De acordo com o seu presidente, Francisco Pavão, o objetivo “é, ano após ano, premiarmos aqueles que são os melhores vinhos que se produzem na região, entre brancos, tintos e rosados. É importante premiar o trabalho árduo dos produtores”, frisou.

“A região é bastante diversa. Do Tâmega ao Douro, de Chaves a Miranda do Douro, em cada curva, em cada socalco, em cada encosta, em cada planície, temos vinhos distintos. O que é importante é que, quando provarmos vinhos de Trás-os-Montes, cada um deles transmita o ‘terroir’ único da sua origem”.

No final do segundo e último dia de concurso, Francisco Pavão fez um balanço positivo da jornada. “Pelas notas que os provadores nos vão dando, as expectativas eram altas e foram superadas. O nível de vinhos que hoje e ontem foram aqui provados é bastante superior e são vinhos muito bons”.

No total, foram avaliados 121 vinhos de 37 produtores. “Tivemos mais vinhos e mais produtores que no ano anterior. Estamos a falar de produtores de toda a região, desde cooperativas, pequenos, médios e grandes produtores, está aqui o que de melhor se produz na região”, concluiu.

Os grandes vencedores da décima primeira edição do “Concurso de Vinhos de Trás-os-Montes” serão anunciados a 30 de junho.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.