Segunda-feira, 4 de Julho de 2022

Corporações vila-realenses vão ser as primeiras com GPS nas viaturas

Ribeira de Pena, Sabrosa e Mondim de Basto são alguns dos concelhos do distrito de Vila Real onde as corporações de bombeiros já têm os seus veículos de combate a incêndio equipados com GPS, graças ao projecto SALVO, um sistema de localização de veículos que irá investir um total de 68 mil euros, só no […]

Ribeira de Pena, Sabrosa e Mondim de Basto são alguns dos concelhos do distrito de Vila Real onde as corporações de bombeiros já têm os seus veículos de combate a incêndio equipados com GPS, graças ao projecto SALVO, um sistema de localização de veículos que irá investir um total de 68 mil euros, só no distrito transmontano. O objectivo do Governo é, em 2008, alargar o projecto, agora em fase piloto, a todo o país, com o apoio dos fundos do próximo Quadro de Referência Estratégica Nacional.

 

Na época de incêndios de 2007, as 136 viaturas das 27 corporações de bombeiros do distrito de Vila Real já deverão estar equipadas com GPS (Global Position System) graças ao Sistema de Apoio à Localização de Veículos Operacionais (SALVO), anunciou, ontem, o Secretário de Estado da Administração Interna, Ascenso Simões.

Segundo o mesmo responsável, este projecto exigirá um investimento total que ascende os 68 mil euros, dos quais 50 mil provêm da campanha “Colheita de Fundos 2005 – Escolha a sua causa”, levada a cabo pela Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz (CARMIM).

“Este é um verdadeiro marco na solidariedade para com as corporações e bombeiros”, sublinhou Alfredo Almeida, Presidente da Federação Distrital dos Bombeiros de Vila Real, mostrando-se satisfeito com o facto de a fase piloto do SALVO se realizar neste distrito, uma decisão que teve em conta critérios como a dimensão do território, os valores financeiros em causa, o grau de risco de incêndio, a ocupação do solo, a área ardida nos últimos anos e as áreas protegidas existentes.

Actualmente, as duas corporações de bombeiros do concelho de Vila Real e ainda as corporações de Mondim de Basto, Cerva, Ribeira de Pena, Sabrosa e Provesende, já foram abrangidas pelo projecto que “tem como finalidade a localização de veículos operacionais de combate a incêndios florestais, através de um sistema de GPS, instalado nos veículos”.

“O sistema permite determinar a localização exacta dos veículos, no teatro de operações, contribuindo, desta forma, para um acréscimo da segurança dos bombeiros e para uma gestão mais eficaz dos meios”, explicou o Secretário de Estado.

Para além do equipamento GPS, as viaturas terão, ainda, um botão de alarme de emergência, ligado ao sistema, e, das 136 viaturas envolvidas no projecto, 31 terão, ainda, um PDA (Personal Digital Assitant). Denominados “Localiser Drivers”, o sistema permitirá aceder à localização exacta das viaturas, através da Internet (www.localiser.pt) ou através de telemóve, desde que munido com GPRS (www.localiser.pt/pda).

Para a concretização do projecto, foi assinado um protocolo, entre a Federação Distrital de Bombeiros e o Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC), na presença da maioria dos comandantes das 27 corporações vila-realenses que se mostraram satisfeitos com a implementação do SALVO, como nos referiu Álvaro Ribeiro, Comandante dos Bombeiros da Cruz Branca de Vila Real.

“Tenho uma opinião muito positiva, sobre este projecto, porque representa um instrumento fundamental na gestão dos meios, no teatro operacional dos incêndios florestais”, sublinhou o Comandante, frisando, ainda, a importância de reconhecer a iniciativa da CARMIM de dinamizar uma campanha, para apoiar os bombeiros portugueses.

Araldo Osório, Presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros de Fontes, revelou, também, a sua satisfação, com a concretização deste projecto, lembrando que, depois do esforço do Governo em fornecer equipamentos de protecção individual aos bombeiros, como luvas, botas e capacetes, “é importante, agora, apostar na segurança dos homens, no terreno, através de um sistema como este”.

Os incêndios florestais consumiram, este ano, mais de 75.000 hectares de floresta portuguesa, dos quais 4.098 hectares foram consumidos no distrito de Vila Real, o que representou menos 87,7 por cento que em igual período do ano passado, altura em que as chamas consumiram uma área de 33. 112 hectares.

Arnaldo Cruz, Presidente do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC), salientou a preocupação deste Governo com o sector da Protecção Civil, enaltecendo os projectos de “previsão, prevenção e combate aos incêndios florestais”. No entanto, Ascenso Simões adiantou, desde logo, que, no que concerne à área da Protecção Civil, o ano de 2007 será dedicado ao combate à sinistralidade rodoviária.

“Queremos continuar o combate a esta guerra civil das estradas portuguesas”, sublinhou o Secretário de Estado, referindo que o trabalho desenvolvido, nos últimos anos, tem dado os seus frutos, uma vez que Portugal “é o segundo país da Europa com maior decréscimo no número de acidentes”, sendo de realçar que, nos últimos cinco anos, a sinistralidade rodoviária sofreu uma redução de 42 por cento.

“Este ano, contamos ter menos de mil mortos nas estradas portuguesas”, afirmou Ascenso Simões, sublinhando que o facto do período natalício ter contando com um maior número de vítimas, relativamente a igual período de 2005, não põe em causa o trabalho desenvolvido e os sucessos alcançados.

 

Maria Meireles

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.