Quarta-feira, 17 de Agosto de 2022

Duas novas unidades hoteleiras abrem em maio no Douro

A 30 de maio, Peso da Régua abre as portas ao novo hotel Vila Galé Douro, que goza de uma vista deslumbrante sobre o rio, numa zona nobre da cidade, onde esteve instalado o antigo Douro River Hotel & SPA, que se encontrava encerrado há cerca um ano devido a um processo de insolvência.

-PUB-

Antes de entrar em funcionamento, a nova unidade hoteleira está a sofrer obras de remodelação, com novos equipamentos e mobiliário. Irá contar com 38 quartos, um restaurante e um bar, dois salões de eventos, SPA com piscina coberta, banho turco, salas de massagens e garagem.

Ter um hotel no Douro era um desejo antigo do grupo Vila Galé, num investimento que, a rondar os 2,5 milhões de euros, promete contribuir para o desenvolvimento do destino duriense.

Enquadrado no Vale do Douro, o novo hotel será a 27ª unidade hoteleira do grupo, vinte dos quais em Portugal e os restantes no Brasil.

Também em maio vai nascer, em Tarouca, o Douro Cister Hotel Resort Rural & Spa, uma unidade de quatro estrelas, que está a ser construída na Quinta Ruínas da Abadia Velha, uma propriedade de 20 hectares, localizada na margem direita do rio Varosa, afluente do rio Douro, encravado entre duas aldeias vinhateiras, de Ucanha e Salzedas.

O novo empreendimento terá 32 quartos duplos, um quarto individual, cinco eco-bungalows tipo T1, spa com banho turco, jacuzzi, sauna, massagens, ginásio, salão de beleza, gabinete médico, baby sitter, piscina interior aquecida, piscina biológica exterior, parque infantil, piscina biológica exterior, parque infantil, picadeiro, dois restaurantes, alojamento para animais domésticos dos hóspedes, lavandaria, internet, TV, sala de jogos, estacionamento privado, transfere aeroporto do Porto e cais da Régua. O restaurante vai permitir ainda que os hóspedes possam cozinhar, uma iniciativa pouco desenvolvida nas unidades hoteleiras durienses e que promete ser mais um estímulo à criatividade dos turistas. Além desta valência inovadora, a unidade vai dispor de centro de eventos para as mais diversas iniciativas, e de variadas atividades para os clientes, como o cultivo de produtos biológicos, caminhadas, passeios a cavalo e de bicicleta, pesca desportiva, apreender a confecionar pão, apanha e embalamento de plantas medicinais, entre outras.

Será também possível visitar o Centro de Interpretação das Ruínas da Abadia Velha, onde o turista pode conhecer a história das ruínas que correspondem à primitiva fundação do Mosteiro de Salzedas, datada de 1150.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.