Quinta-feira, 7 de Julho de 2022

“Eucaristizar” a vida

  Há quase dois anos, foi re-introduzido o movimento dos Convívios Fraternos, em Vila Real. Entretanto, realizaram-se seis convívios, na Diocese. Este movimento procura levar o Evangelho, aos jovens, através dos próprios jovens, nas sendas do Vaticano II, que co-responsabilizou os leigos na evangelização, pedindo a força do Espírito Santo, para a renovação da Igreja. […]

 

Há quase dois anos, foi re-introduzido o movimento dos Convívios Fraternos, em Vila Real. Entretanto, realizaram-se seis convívios, na Diocese. Este movimento procura levar o Evangelho, aos jovens, através dos próprios jovens, nas sendas do Vaticano II, que co-responsabilizou os leigos na evangelização, pedindo a força do Espírito Santo, para a renovação da Igreja.

Neste último fim-de-semana, 1, 2, e 3 de Dezembro, 33 jovens, oriundos de várias paróquias, aceitaram o convite para parar e vir à Casa Diocesana. Quem eram? Eram de várias idades e formações. Entre os 17 e 30 anos, professores, psicólogos, mecânicos, electricistas e vários universitários e estudantes do Secundário, com a generosidade e a sede de apostar, na vida, naquilo que vale a pena.

Ao longo de três dias, fizeram “encontro” consigo próprios, com Deus e com os outros. Terminou este encontro-convívio com a Eucaristia, concelebrada por uma dezena de párocos que agora os apoiarão e empenharão nos diversos serviços da vida pastoral de cada paróquia, em torno da celebração da Eucaristia Dominical. De facto, é a celebração do Domingo, com a Eucaristia, que mata essa sede de sentido e de absoluto que ilumina a vida familiar e profissional e a enche de esperança e amor em cada semana. Assim o afirmava o Papa João Paulo II: “O centro da minha vida e ministério é a Eucaristia”.

Agora, têm pela frente a missão, da e na Igreja, de testemunhar o Mistério Pascal de Jesus Cristo. Apoiemo-los e aprendamos com eles.

 

P. João Curralejo

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.