Terça-feira, 27 de Julho de 2021

Falta de alojamento continua a preocupar AAUTAD

Cerca de sete mil alunos frequentam a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, dos quais quase quatro mil são deslocados.

-PUB-

Todos os anos, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) dá as boas-vindas a milhares de novos alunos. O que muitos não sabem é que para além do desafio que é mudar de cidade, o maior problema está em arranjar casa.

Recorde-se que, no início do último ano letivo, a Associação Académica da UTAD (AAUTAD) convocou uma manifestação como forma de alertar para esta problemática, que tem afastado muitos alunos da academia. Passados seis meses, ainda não há solução à vista.

Esta quinta-feira, o Bloco de Esquerda (BE) reuniu com o presidente da AAUTAD, José Pinheiro, com o objetivo de trocar ideias e procurar soluções.

“Esta reunião serviu para percebermos quais as necessidades dos estudantes, numa cidade que não está preparada para os receber. Há falta de alojamento e de transportes. Um aluno que tenha aulas até às oito da noite, caso precise de tirar dúvidas com o professor, só consegue ir para casa a pé”, referiu Pedro Oliveira, do BE.

Notícia desenvolvida na edição de dia 12 de março

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.