Segunda-feira, 2 de Agosto de 2021

Fátima tem conquistado a simpatia dos Papas

Em 2020, as comemorações de Fátima, no dia 13 de maio, têm caraterísticas totalmente diferentes em relação ao que é costume, com a ausência de peregrinos pela primeira vez na história deste fenómeno mariano, desde 1917, por força das medidas que foram tomadas em consequência do COVID 19, o vírus que tem assaltado e sobressaltado o mundo. Demais, a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude que deveria ter lugar em agosto de 2022 foi adiada para o mesmo mês de 2023, pela mesma razão. Se não houver mais contratempos, o Papa Francisco poderá deslocar-se de novo a Portugal, presidindo a uma cerimónia que poderá juntar cerca de dois milhões de pessoas.

-PUB-

Uma grande série de situações torna evidente a importância do contributo dos Papas no desenvolvimento das ações ligadas a Fátima, ao seu santuário e à Virgem Maria que ali terá aparecido, em 1917, quando o mundo estava sob o efeito da I Grande Guerra iniciada em 1914. A expansão da ideologia comunista era, nessa altura, outro “perigo” para o mundo em geral e para a Igreja Católica em particular (foi em 1917 que se desenrolou a Revolução Bolchevique, na Rússia), daí as recomendações de Nossa Senhora aos três pastorinhos para que rezassem o terço para afastar o ateísmo e a guerra e para a “conversão da Rússia”.

 “São seis dias duros e longos mas chego aqui

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.