Sexta-feira, 20 de Maio de 2022

GD Chaves acusa Rio Ave de restringir acesso dos adeptos ao estádio

Em causa está a limitação dos adeptos do Grupo Desportivo de Chaves a 5% do total dos lugares disponíveis do estádio vila-condense onde, no domingo, poderá ficar decidida a subida dos valentes transmontanos

Foi através de um comunicado divulgado, ontem, nas redes sociais que o Grupo Desportivo de Chaves expôs a situação.

Dirigindo-se “a todos os seus sócios, adeptos, simpatizantes e, ainda, à Liga Portuguesa de Futebol Profissional e Federação Portuguesa de Futebol”, o clube explicou que “por comunicação eletrónica recebida por parte da SDUQ do Rio Ave, no dia 04.05.2022, e relativamente ao jogo Rio Ave vs Grupo Desportivo de Chaves, do próximo dia 15 de Maio de 2022, e ao abrigo do artigo 105.º do Regulamento de Competições da LPPF foi notificada esta sociedade desportiva, por via de Modelo L, que a SDUQ do Rio Ave disponibilizaria 687 lugares ao clube visitante”.

No mesmo dia, a equipa flaviense diz ter reservado “a totalidade dos 687 lugares disponibilizados pelo nosso adversário”. Três dias depois, a 7 de maio, “com total estupefação”, o Desportivo de Chaves foi confrontado com o que apelida de “inovadora interpretação regulamentar por parte da SDUQ do Rio Ave, onde pretende restringir o acesso aos adeptos do Grupo Desportivo de Chaves a 5% do total dos lugares disponíveis”.

Posto isto, o clube garante que, “desde essa data, tentou, pacificamente e com total espírito desportivo encetar negociações com o nosso adversário por forma a garantir uma solução mitigada, que não prejudicasse nenhuma das sociedades desportivas, nem os respetivos adeptos”.

Porém, “da parte do nosso adversário, a partir de dia 07.05.2022, o Grupo Desportivo de Chaves apenas obteve respostas ao arrepio do Regulamento de Competições em vigor”. Assim sendo, “não pode o Grupo Desportivo de Chaves, resignar-se com tal postura, e, informa que, caso a SDUQ do nosso adversário não recue nas pretensões antirregulamentares, irá proceder a participação disciplinar cuja coima para a SDUQ do Rio Ave poderá atingir valores entre EUR 127 500 e EUR 255 000”, lê-se no comunicado.

O clube frisou, ainda, que “não se revê neste tipo de postura comportamental antirregulamentar e antiética, pelo que irá proteger os interesses dos seus sócios, adeptos e simpatizantes independentemente do resultado do referido jogo”.

“FAN ZONE”

No domingo, o Desportivo de Chaves irá brindar os adeptos com uma “Fan Zone” para que possam assistir, gratuitamente, ao jogo frente ao Rio Ave no Estádio Municipal Engenheiro Manuel Branco Teixeira, em Chaves, “com transmissão em ecrã gigante”.

A abertura da bancada central está marcada para as 10h. O Desportivo de Chaves defronta o Rio Ave, em Vila do Conde, uma hora depois. A vitória dar-lhe-á a aguardada subida à I Liga (Liga Portugal Bwin).

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.