Sábado, 25 de Maio de 2024
No menu items!

Lar da Misericórdia de Mogadouro com 24 casos ativos

-PUB-

"No total foram feitos 140 testes [entre terça e quarta-feira]. Destes, 84 são utentes e os restantes são funcionários", disse João Henriques.

O responsável revelou que há um utente com sintomas "maiores" e os restantes estão "praticamente assintomáticos".

O primeiro caso de infeção na Estrutura Residencial São João de Deus, que conta com 84 utentes e 64 funcionários, aconteceu no início de 2021.

João Henriques adiantou que os utentes e funcionários com teste com resultado negativo à covid-19 repetirão testagem na segunda-feira.

Por outro lado, o provedor disse que na Estrutura Residencial São João Batista já foram vacinados 50 utentes e 27 funcionários, enquanto no Lar de Bruçó, igualmente tutelado pela Santa Casa Misericórdia de Mogadouro, a vacina foi administrada a 23 utentes e 28 funcionários.

Também 51 utentes e funcionários da Unidade de Cuidados Continuados (UCC) da Misericórdia já foram vacinados.

João Henriques disse que está a ser disponibilizada em permanência a evolução da situação epidemiológica vivida na instituição através da sua página oficial na Internet.

Segundo o último boletim epidemiológico emitido na quinta-feira pela Unidade Local de Saúde do Nordeste, a que Lusa teve acesso, o concelho de Mogadouro tem 151 casos ativos de covid-19.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.994.833 mortos resultantes de mais de 93 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 8.543 pessoas dos 528.469 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

 

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS