Segunda-feira, 2 de Agosto de 2021
©Arquivo/VTM

Mais cinco mil árvores plantadas em Vila Real

Autarquia vai ainda reabilitar cerca de 12 hectares de áreas florestais do concelho que têm sido assoladas por incêndios.

-PUB-

A Câmara de Vila Real vai plantar 5.000 árvores de espécies autóctones e reabilitar cerca de 12 hectares de áreas florestais do concelho que têm sido assoladas por incêndios.

A plantação das árvores decorre no âmbito do Programa Floresta Comum, a que a câmara municipal se tem candidatado,anualmente, e representa mais um passo para a concretização do objetivo de plantar um milhão de árvores no concelho.

“O projeto pretende tornar a nossa floresta mais resiliente a um dos fatores que mais negativamente a afeta, os incêndios florestais”, afirmou, à agência Lusa, o vereador da Segurança e Proteção Civil, Carlos Silva.

O município aderiu em 2014 ao programa em desenvolvido pela associação ambientalista Quercus e apoiado pelo Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) e pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e, desde então, já foram plantadas cerca de 250 mil árvores.

“Em 2021 serão reabilitados cerca de 12 hectares de áreas florestais em baldios, através da plantação de cerca de 5.000 árvores de espécies autóctones”, adiantou o vereador.

O objetivo é “reabilitar os espaços florestais do concelho, dotando-os de maior resiliência aos fatores bióticos e abióticos que anualmente os afetam, particularmente os incêndios florestais, melhorando igualmente os índices de biodiversidade e de produção de serviços de ecossistema”, acrescenta.

As plantações tiveram início no dia 21 de fevereiro e devem prolongar-se até ao fim de semana. Para além de apoio técnico do município de Vila Real, o processo está a ser acompanhado por um conjunto de entidades gestoras de baldios (conselhos diretivos e juntas de freguesia), o ICNF e as equipas de sapadores florestais do concelho.

A área a intervir situa-se no baldio de Aveção do Cabo, na freguesia da Campeã, integrando as áreas florestais da Serra do Alvão e Marão, na zona norte do concelho.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.