Quarta-feira, 20 de Outubro de 2021

Mais duas mini-hídricas no horizonte

A médio prazo, a Câmara Municipal de Valpaços pode avançar com a construção de mais duas mini-hídricas no concelho. Esta é uma aposta da edilidade na produção de energias amigas do ambiente, que será uma mais-valia económica. A seguir à componente eólica, os recursos hídricos são aqueles que mais abundam no concelho.

-PUB-

Após a construção de duas pequenas centrais hidroeléctricas na zona de Rebordelo e Sonim, a edilidade valpacense está assim disposta a aumentar o número de unidades ao longo do curso do rio Rabaçal. A intenção do presidente Francisco Tavares é colocar mais duas unidades junto ao curso de água. “Neste momento, o rio Rabaçal tem duas mini-hídricas em funcionamento, uma na zona de Rebordelo, a 100 metros da ponte, e outra em Sonim, a cerca de 3 km da primeira e em plena produção há cerca de 5 anos. Mas, no nosso concelho há a possibilidade de serem criadas mais duas. Já estão referenciadas como tal, agora falta avançar para o respectivo concurso dos projectos”.

Sem adiantar uma data concreta, o autarca justificou o interesse pelo grande potencial hidroenergético do Rabaçal, facto que o levou mesmo a admitir que o curso de água tem capacidade para acolher uma grande barragem. Contudo, ressalvou que, à partida, “o projecto seria complicado já que à própria bacia hidrográfica entra em território espanhol”.

As duas centrais, com a capacidade de 10 MW cada, estão a funcionar e produzir muito bem. “Grande parte do ano, o rio é caudaloso dado que recebe linhas de água, ribeiras e pequenos rios de Portugal e Espanha, resultando daí uma grande bacia hidrográfica”, acrescentou o edil. Os trabalhos de construção das mini-hídricas, junto a Rebordelo e Bouçais/Sonim, nos concelhos de Vinhais e Valpaços, iniciaram-se em Outubro de 2002. Separados por três quilómetros de distância, os empreendimentos correspondem a um investimento de 23,5 milhões de euros.

No aproveitamento hidroeléctrico do Rio Rabaçal, junto a Rebordelo, a Mota-Engil Engenharia construiu uma barragem de betão, o circuito hidráulico, a central hidroeléctrica e a subestação. Na mini-hídrica de Bouçoais/Sonim, a jusante da anterior, realizaram-se trabalhos semelhantes.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.