Segunda-feira, 26 de Julho de 2021

Mogadouro cria plataforma eletrónica para escoamento de produtos locais

O município de Mogadouro disponibilizou um serviço de vendas para comercialização de produtos agrícolas ou industriais através da plataforma eletrónica ‘Mogadouro ON' para ajudar a impulsionar a economia local em tempos da covid-19, indicou hoje o presidente da câmara.

-PUB-

'Mogadouro ON' é uma "plataforma eletrónica de inscrição gratuita onde os produtores, comerciantes e empresários do concelho de Mogadouro poderão colocar os seus produtos à venda, sem encargos adicionais, com principal incidência em tempos de pandemia provocada pelo novo coronavírus", explicou à Lusa Francisco Guimarães.

Os produtos podem ser comercializados a nível nacional ou europeu através de plataforma ‘Mogadouro ON' num processo coordenado pelo próprio município com a colaboração da empresa Medidata, que já presta serviços à autarquia de Mogadouro.

"Este serviço já vinha sendo pensado há cerca de um ano. Contudo, nos tempos que correm, foi preciso acelerar o processo para criar canais de escoamento, que vão desde os produtos endógenos aos agrícolas e pecuários, passando por maquinaria industrial ou agrícola produzida no concelho", exemplificou o autarca eleito nas listas do PS.

Esta plataforma de vendas foi hoje dada a conhecer a comerciantes e empresários deste concelho do distrito de Bragança.

"Quem se mostrar interessado em aderir a esta plataforma poderá fazê-lo quando entender, para assim colocar os seus produtos num mercado mais global. Já percebemos que há vontade de todos os produtores e empresários em colocar os seus produtos neste circuito e dar-lhe mais visibilidade ", frisou Francisco Guimarães.

O autarca mostrou-se disponível para que dentro dos possíveis apoiar o comércio e industrial do concelho durante a pandemia provocada pela covid-19.

A plataforma ‘Mogadouro ON' pretende dar, igualmente, dar visibilidade à qualidade dos produtos produzidos neste concelho transmontano.

O investimento nesta plataforma ronda os 4.500 euros.

Em Portugal, morreram 1.190 pessoas das 28.583 confirmadas como infetadas, e há 3.328 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.