Segunda-feira, 23 de Maio de 2022

Quase mil atletas em Mirandela para o Campeonato Nacional de Fundo

O Campeonato nacional de fundo está de regresso ao rio Tua, com 927 atletas inscritos, em representação de 50 clubes.

Durante este fim de semana, serão disputadas 42 regatas, onde participam os escalões de Iniciados, Infantis, Cadetes, Sub16, Juniores, Seniores e Masters.

Esta manhã, a vereadora do desporto da autarquia de Mirandela, deu as boas-vindas a todos os participantes, sublinhando que “é muito importante para Mirandela” trazer eventos desta natureza para o concelho. “É a maior prova nacional de canoagem, que traz sempre muitos visitantes a Mirandela, que tem muito para oferecer, num fim de semana de desporto, mas também estamos a promover o Feira Gastronómica da Alheira”, referiu Vera Preto.

A mesma responsável frisou ainda as potencialidades do rio Tua para acolher esta modalidade. “Temos o palco natural mais bonito para receber este tipo de provas, que não tem qualquer impacto ambiental negativo”.

Já Vítor Félix, presidente da Federação Portuguesa de Canoagem, destacou os motivos que os levaram a escolher novamente Mirandela para esta prova. “Apesar do contexto pandémico, no ano passado fizemos um balanço muito positivo, por isso lançamos novamente o desafio à câmara municipal e ao Clube Fluvial de Mirandela, que nos acolheram muito bem, num evento marca o início da época 2022”, onde vão estar alguns dos melhores atletas nacionais, como Fernando Pimenta, medalhado olímpico, ou José Ramalho, campeão do mundo.

Além disso, o espelho de água do rio “tem excelentes condições naturais para a prática da modalidade, assim como as instalações desportivas. Já dissemos à câmara que estão aqui reunidas todas as condições para receber provas internacionais”, destacou Vítor Félix.

A organização está a cargo da Federação Portuguesa de Canoagem em parceria com a Câmara Municipal e conta com o apoio do Clube Fluvial de Mirandela.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.