Domingo, 25 de Setembro de 2022

Rafael Reis confessa-se surpreso por vencer título nacional de contrarrelógio

O ciclista Rafael Reis (Glassdrive-Q8-Anicolor) manifestou-se hoje “muito surpreendido” com a conquista do título de campeão português de contrarrelógio, nos Nacionais de ciclismo de estrada que decorrem em Mogadouro, distrito de Bragança

-PUB-

“Sinceramente, não estava à espera desta vitória. Tive covid-19 há três semanas. Tinha muita instabilidade nos treinos. Houve dias mais e outros mais ou menos. Depois de quarta-feira, as coisas começaram a sair melhor. Na quinta–feira, vi o percurso e, sendo um percurso que me favorecia, foi gerido da melhor maneira e consegui a vitória”, concretizou à agência Lusa Rafael Reis, após a consagração.

O ciclista da Glassdrive-Q8-Anicolor conseguiu chegar pela primeira vez ao triunfo na elite masculina da especialidade, depois de completar os 33,6 quilómetros da prova com o tempo de 40.23 minutos.

“Estou muito surpreendido, mas é um título que eu procurava já há muitos anos, não pensava que fosse este ano, mas acabei por vencer. Eu tinha de dar o meu melhor fosse como fosse, acabei por conseguir a vitória e surpreendi-me a mim mesmo”, frisou.

Já o ciclista João Almeida (UAE Emirates), que defendia o título conquistado em 2021, acabou em terceiro, a 41 segundos de Rafael Reis e disse que o seu foco, agora, é a Volta a Espanha.

“Tendo ganho o ano passado, este ano gostaria de repetir a prestação. Tem sido uma época particular devido à covid -19. Comecei a treinar há pouco tempo e a preparação ficou longe do ideal. Agora o meu foco é a Volta a Espanha”, explicou o ciclista no final do contrarrelógio.

João Almeida segue agora para um estágio de altitude no principado de Andorra.

Já na elite feminina, Daniela Campos (Bizkaia Durango) renovou hoje em Mogadouro, o título de campeã portuguesa de contrarrelógio, depois de completar os 21,5 quilómetros com o tempo de 32.35 minutos, conseguindo repetir a conquista do título que tinha alcançado em 2021.

“Renovei hoje, em Mogadouro, o título [de campeã portuguesa de contrarrelógio], num percurso que não era muito técnico. Fiz uma gestão de esforço, tendo em conta as condições climatéricas com bastante vento. Para mim, é bastante importante vestir as cores de Portugal por mais um ano”, disse a ciclista da equipa espanhola.

PARACICLISMO

Mogadouro recebeu também os Campeonatos Nacionais de Contrarrelógio de paraciclismo, tendo sido coroados 13 vencedores.

© Federação Portuguesa de Ciclismo / DR

Os Nacionais de ciclismo vão prosseguir em Mogadouro ao logo do fim de semana, com as provas de fundo. A elite feminina e os sub-23 masculinos vão para a estrada no sábado, enquanto a elite masculina vai decidir o título no domingo.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.