Sábado, 4 de Dezembro de 2021
© Arquivo VTM

Reabilitação da EN108 entre Mesão Frio e Régua com investimento de 1,8ME

A Infraestruturas de Portugal (IP) lançou o concurso público para a reabilitação da Estrada Nacional (EN) 108 entre Mesão Frio e Peso da Régua, num investimento estimado de 1,8 milhões de euros, avançou a empresa

-PUB-

Autarcas e população reivindicam há vários anos a melhoria das condições nesta estrada nacional, bem como também a construção do Itinerário Complementar 26 (IC26). A IP referiu, em comunicado, que a empreitada “tem como objetivo a melhoria das condições de segurança e mobilidade do troço” que serve diretamente os dois concelhos da zona sul do distrito de Vila Real.

O contrato, que foi designado de “IC26 (EN108)”, visa a reabilitação do troço entre o quilómetro 102, em Mesão Frio, e o quilómetro 115, na Régua. A via a intervir, segundo a empresa, apresenta um “traçado sinuoso e perfil transversal estreito, designadamente nas zonas de atravessamento de povoações, apresentando esta estrada um elevado volume de tráfego de veículos pesados devido, essencialmente, às atividades associadas à produção de vinho do Porto”.

A IP especificou que a empreitada de requalificação prevê a reabilitação integral do pavimento, assegurando o reforço dos níveis de aderência e regularidade, o reforço e adequação dos equipamentos de sinalização e segurança rodoviária, com a reposição da marcação horizontal, substituição de sinalização vertical, colocação de equipamentos de guiamento, de balizagem de demarcação e instalação de guardas de segurança e dispositivos de proteção a motociclistas.

Inclui ainda a melhoria das condições de mobilidade e segurança dos peões com a construção de passeios, intervenções de beneficiação nos equipamentos de drenagem da via, principalmente através da limpeza e desobstrução dos aquedutos, reconstrução de bocas de entrada e saída de aquedutos, construção de valetas revestidas em betão e reparação pontual de valetas existentes.

Para a IP, a concretização deste investimento “irá promover um importante reforço das condições de circulação e segurança dos milhares de utilizadores, automobilistas e peões, que diariamente circulam nesta via”.

O anúncio do concurso público foi publicado em Diário da República (DR) a 10 de novembro e o procedimento tem como preço base 1,8 milhões de euros. O prazo de execução do contrato é de 270 dias.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.