Quinta-feira, 28 de Outubro de 2021

Recuperava toxicodependentes e vendia droga nas ruas

Uma operação, levada a cabo, com êxito, pela GNR de Alijó, levou que um director da Associação de Recuperação e Reinserção de Toxicodependentes “Anjos da Paz”, de Atiães, Vila Verde, Braga, fosse detido, por suspeita de tráfico de estupefacientes. Tudo aconteceu, pelas 14 horas de quinta-feira, frente ao Tribunal de Alijó, quando o alegado traficante, […]

-PUB-

Uma operação, levada a cabo, com êxito, pela GNR de Alijó, levou que um director da Associação de Recuperação e Reinserção de Toxicodependentes “Anjos da Paz”, de Atiães, Vila Verde, Braga, fosse detido, por suspeita de tráfico de estupefacientes. Tudo aconteceu, pelas 14 horas de quinta-feira, frente ao Tribunal de Alijó, quando o alegado traficante, de 37 anos, ao volante de um A3, foi obrigado a parar, na Avenida Sá Carneiro, por ordem das autoridades. Este, ao saber que tinha pela frente a GNR, ainda fez marcha-atrás, na tentativa de fuga, levando consigo um militar desta força que, entretanto, lhe tinha dado ordem de detenção. Porém, um outro elemento, de pistola em punho, apontou na direcção do carro e obrigou o alegado traficante a parar.

A GNR encontrou, na sua posse, trinta e duas doses de heroína e cento e vinte euros. Foram apreendidos, também, a viatura e um punhal.

De referir que este individuo, com duas residências, uma em Braga, outra “provisória”, em Póvoa, já tinha estado preso, dezanove meses, por consumo e tráfico de drogas, encontrando-se em liberdade condicional. Ao que apurámos, junto da GNR, o indivíduo detido e a esposa, juntamente com outro casal, dirigem a Instituição “Anjos da Paz”.

Presente no Tribunal Judicial de Alijó, ficou obrigado a três apresentações semanais, no posto da GNR de Vila Verde.

Saliente-se que a população da vila, desde há alguns dias, tinha mostrado a sua preocupação pelo crescente tráfico de narcóticos na Avenida Sá Carneiro.

Esta foi, no período de dois meses a oitava detenção feita pela GNR local, por tráfico de droga, nesta vila.

 

Jmcardoso

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.