Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

Regresso do avião é bem-vindo, mas “o percurso não é o melhor”

Dois anos e meio depois de ter sido suspensa, a ligação aérea deverá entrar em funcionamento em junho. Empresários congratulam-se com a notícia mas continuam a questionar a nova rota

-PUB-

“Nos moldes em que funcionava servia melhor para a região”, defende Luís Tão, presidente da Associação Empresarial de Vila Real (Nervir) sobre o regresso da Ligação Área à Trás-os-Montes, cujo concurso público internacional já foi lançado pela Comissão Europeia e deve estar concluído em junho.

O anúncio sobre o regresso aconteceu depois do Governo ter anunciado um montante até 7,8 milhões de euros para subsidiar a carreira aérea durante três anos, sendo a rota, que antes ia diretamente para Lisboa, alterada para Bragança – Vila Real – Viseu – Cascais – Portimão.

O dirigente da Nervir congratula-se com a notícia, mas classifica o novo trajeto como “o ponto fraco da ligação”. “Antes as pessoas aterravam no aeroporto

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.