Sábado, 25 de Maio de 2024
No menu items!

Rita Fins e CTM Mirandela mais uma vez imparáveis

Rita Fins (CTM Mirandela), atual Campeã Nacional de Juniores e Seniores, voltou a impor a sua enorme classe, vencendo sem qualquer derrota as duas provas em que participou no XVII Torneio Internacional Cidade Póvoa de Varzim

-PUB-

Na prova de juniores, disputada no sábado, depois da fase de grupos, eliminou sucessivamente a vila-realense Sara Rocha (Club Vila Real), a espanhola Antia Torres (M Porreiro), a açoreana Raquel Andrade (GD Juncal) até encontrar, na final, a sua irmã gémea Joana Fins (CTM Mirandela). Para além destas atletas, classificadas nas duas primeiras posições, participaram na prova as atletas do CTM Mirandela Rita Varejão e Alexandra Pisco afastadas nos quartos-de-final e ainda Sara Rocha (Club Vila Real), que não logrou ultrapassar os oitavos-de-final.

Coletivamente, o CTM Mirandela foi o grande vencedor, enquanto a formação espanhola do M Porreiro se classificou na segunda posição, seguido do S. Cosme TM, do Porto.

A prova rainha, destinada a atletas seniores, teve lugar no domingo e serviu de palco a mais uma demonstração de superioridade da Rita Fins (CTM Mirandela) que, na final, bateu a internacional Marta Santos (Ala de Gondomar), depois de, na fase anterior, ter afastado Cátia Martins, outra internacional do clube gondomarense. Em destaque esteve novamente a Joana Fins (CTM Mirandela) que alcançou a 3ª posição.

Por equipas, o CTM Mirandela votou a subir ao lugar mais alto do pódio, enquanto o S. Cosme TM e o Ala de Gondomar se contentaram com os restantes lugares.

Com as duas vitórias registadas em Juniores e Seniores Femininos, o CTM Mirandela arrecadou, mais uma vez, o título de vencedor absoluto do XVII Torneio Internacional Cidade da Póvoa de Varzim.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

MAIS ARTIGOS

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS