Quinta-feira, 7 de Julho de 2022

Semana Cultural de Vila Marim juntou tradição, cultura e convívio

A Junta de Freguesia de Vila Marim levou a cabo mais uma edição da Semana Cultural, entre os dias 14 e 20 de agosto.

Pelo oitavo ano consecutivo, a comunidade da Freguesia de Vila Marim pôde usufruir de um conjunto de atividades de índole cultural onde não faltou animação e convívio. 

O evento teve início com a apresentação de uma peça de teatro/comédia pelo grupo de Teatro do Centro Desportivo e Cultural da Campeã. Prosseguiu com a exibição do documentário “Aqui devia aparecer um fio de linho”. Um documentário que retrata memórias de uma terra, a aldeia de Agarez, que começa a perder as suas tecedeiras. Um documentário que pretende ver resgatada esta arte vivenciada por várias gerações, mães, avós, filhas… Seguiu-se o dia aberto de visitas à Torre de Quintela, com uma exposição de fotografias que tão bem retratam a história de uma aldeia que tem crescido à volta deste Monumento Nacional. A quinta-feira (dia 17) foi dedicada à ginástica. Um fim de tarde animado pelas professoras da ginástica sénior e de zumba com convívio e partilha entre os participantes. A noite de sexta-feira foi dedicada aos fados. A atividade foi organizada pela recém-criada Associação de Santa Marinha de Vila Marim, bem como o passeio de jipes do dia seguinte. Houve ainda lugar, no sábado, para uma exposição de artesanato e gastronomia locais e uma tarde de jogos populares. No final do dia, a noite da francesinha animada pelo grupo “Rama de Oliveira”. A semana terminou em pleno Alvão, com a realização do piquenique, na aldeia de Arnal. Um grupo de caminheiros percorreu, em contacto com a natureza, um percurso de paisagens de rara beleza. Saíram de Vila Marim, passaram pela aldeia de Agarez, o percurso prosseguiu até Muas, seguiram pela área serrana de Galegos da Serra, junto à ribeira de Arnal. Uma vista magnífica sobre a cidade de Vila Real. Chegados ao vale protegido pelos cabeços de Arnal, foi hora de preparar o convívio que contou com a presença, este ano, com mais de duzentas pessoas. A animação ficou a cargo do Grupo de Cantares de Santa Marinha de Águas Santas.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.