Segunda-feira, 26 de Julho de 2021

Tabuaço chegou a Hollywood

Curta-metragem rodada em Tabuaço foi distinguida num festival independente de Los Angeles.

-PUB-

Beto Coville, diretor da companhia Teatraço – Teatro Amador de Tabuaço, venceu o prémio de melhor ator secundário pelo seu desempenho na curta-metragem "A Margem", de Rodrigo Tavares, no Indiex Film Festival, em Los Angeles.

O IndieX Film Festival tem como objetivo difundir e apoiar "projetos independentes, especialmente de baixo ou sem orçamento", assim como produções feitas em contexto escolar, "por alunos de cinema" e é organizado numa base bimestral, em Los Angeles, nos Raleigh Studios de Hollywood.

Em comunicado enviado pela autarquia de Tabuaço às redações, Beto Coville reagiu ao prémio que recebeu dizendo que “é sempre gratificante ver o nosso trabalho reconhecido. Vindo de fora é uma sensação diferente, porque ninguém nos cohece e só levam em conta o nosso desempenho. Se nos premeiam é sinal de que gostaram realmente”.

O ator brasileiro, que reside em Portugal há mais de 20 anos, sublinhou ainda que “este filme é um trabalho de equipa e partilho o mérito com a Luísa Ortigoso, que também foi indicada para melhor atriz, com o realizador Rodrigo Tavares, com o diretor de fotografia Mário Melo Costa e com a produção do Teatraço".

Para além desta curta-metragem, a câmara de Tabuaço já financiou outros projetos cinematográficos, neste caso os filmes "Tábuas com História" (2016), dirigido por Marcantonio Del Carlo, que recebeu o prémio de Melhor Filme Internacional, no Los Angels Brazilian Film Festival (LABRFF), e "Transfugo" (2019), também de Rodrigo Tavares, com elementos do grupo Teatraço e rodado, também, em Tabuaço.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.