Sexta-feira, 22 de Outubro de 2021

Tarde de convívio partilhada entre gerações de Vila Marim

Uma parceria entre o Agrupamento de Escolas Diogo Cão, as professoras do Jardim de Infância, a Escola Básica e a Junta de Freguesia de Vila Marim resultou numa tarde de partilha e convívio intergeracional.

-PUB-

Segundo Sandra Marcelino, presidente da Junta de Vila Marim, “o contacto entre gerações é fundamental e imperioso, numa sociedade que se quer cada vez mais solidária. Para tal, é preciso, antes de mais, conhecer a população, a realidade de cada um, na certeza de que cada encontro é, acima de tudo, uma esperança renascida num amanhã menos doloroso”.

Acrescenta ainda que a Junta de Freguesia “sabe muito bem quão importantes são as atividades intergeracionais”, desempenando um papel de proximidade incontornável.

Dando voz à comunidade de Vila Marim, Sandra Marcelino lembra que a Junta de Freguesia tem a “obrigação de promover e reorientar as iniciativas no sentido de proporcionar, cada vez mais, momentos que ficam na memória de miúdos e graúdos”.

A colaboração da professora Diana Pereira, coordenadora do projeto Bila Sénior, contribuiu para uma tarde de atividades diversificadas entre as faixas etárias. No seguimento do projeto, os seniores da freguesia reúnem-se duas vezes por semana para a realização de aulas de ginástica. 

Na tarde de convívio, foram partilhadas coreografias, energia e cumplicidade com os mais novos. Estes, por sua vez, retribuíram com a representação da história “O Sapinho Apaixonado” para deleite dos mais velhos. 

Esta iniciativa culminou num lanche partilhado por todos, onde estabeleceram um compromisso: a proximidade e parceria entre as partes envolvidas. 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.