Segunda-feira, 2 de Agosto de 2021
@DR

Três dias de luto municipal pela morte de dois bombeiros

A Câmara de Vinhais, no distrito de Bragança, decretou hoje três dias de luto municipal pela morte de dois bombeiros do concelho num acidente de viação, que provou mais três feridos, um em estado grave.

-PUB-

As vítimas mortais são uma bombeira de 36 anos e um bombeiro de 22 anos que faziam parte da equipa de cinco bombeiros que seguiam na viatura que se despistou quando se dirigiam para um incêndio rural.

A Câmara de Vinhais informou que decretou “três dias de luto municipal, com a colocação da bandeira do município a meia haste”, associando-se “ao luto e à dor sentida pela família e amigos.

Numa nota publicada nas redes sociais, lê-se que “neste momento de dor e profunda tristeza, a Câmara Municipal de Vinhais apresenta os mais sentidos pêsames à família e aos amigos dos bombeiros que faleceram”.

O município deixa também “votos de rápida recuperação aos bombeiros feridos neste mesmo acidente”.

“Expressamos ainda um reconhecimento público à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vinhais pelo papel inexcedível e sempre voluntário destes valiosos seres humanos que, diariamente, colocam as suas vidas em risco pela defesa de TODOS ao serviço dos bombeiros”, refere a publicação.

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, já endereçou os pêsames à família dos dois bombeiros mortos e votos de melhoras aos três que ficaram feridos.

Numa nota de pesar divulgada pelo Ministério da Administração Interna (MAI), Eduardo Cabrita endereça, “em nome pessoal e em nome do Governo, os mais sentidos pêsames à família, aos amigos, aos Bombeiros Voluntários de Vinhais, à Associação Humanitária de Bombeiros de Vinhais e aos Bombeiros de Portugal”.

O ministro expressa também “votos de plena recuperação aos três bombeiros que ficaram feridos, um deles com gravidade, neste mesmo acidente”.

O acidente ocorreu por volta das 18:00 quando a equipa de bombeiros da corporação de Vinhais se dirigia para um incêndio rural, na zona de Travanca, neste concelho transmontano.

De acordo com informação avançada à Lusa pelo comandante do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS), Noel Afonso, o veículo de combate a incêndios, em que os cinco bombeiros seguiam, “despistou-se na estrada e acabou por cair num declive e capotou”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.