Quarta-feira, 4 de Agosto de 2021

UTAD desenvolve aplicação informática que fornece dados por concelho

Um investigador da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), em Vila Real, desenvolveu uma aplicação informática que permite a visualização e análise de dados por concelho, como os infetados por covid-19 ou os serviços médicos disponíveis.

-PUB-

A academia transmontana disse hoje, em comunicado, que na solução informática ('dashboard') desenvolvida por Ricardo Bento “é possível encontrar, não apenas o número de infetados e a evolução ao longo do tempo, mas também dados demográficos e da rede de resposta médica”.

“Trata-se de dados que não envolvem apenas a informação do dia, mas que também permitem identificar padrões e 'clusters' sub-regionais, permitem a análise cruzada dos dados da covid-19 com variáveis relevantes para este contexto, como a densidade populacional e o nível de envelhecimento da população”, afirmou o investigador do Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento (CETRAD).

Acrescentou que permite também a “confrontação com a rede de resposta médica a nível local, identificando eventuais focos de pressão sobre o sistema, complementando, à escala local, a informação publicamente disponibilizada pela Direção-Geral da Saúde (DGS)”.

Este sistema pretende ser “mais uma ferramenta de apoio à decisão, para autarquias e entidades públicas locais, mas destina-se também a informar o público em geral”.

Para analisar o padrão da doença à escala local, e procurando “colmatar uma lacuna existente” nas soluções disponibilizadas, esta solução foi desenvolvida em articulação com a empresa Esri Portugal – Sistemas e Informação Geográfica, responsável pelo “dashboard” de divulgação do website da DGS, tendo sido integrada no repositório de recurso nacionais, que disponibilizam toda a informação sobre a covid-19.

A aplicação foi lançada a 28 de março, conta com mais de 2.300 visualizações e está disponível online.

Segundo a UTAD, os dados compilados estão “já a suportar investigações em curso”, nomeadamente entre Ricardo Bento, pela UTAD, e Paulo Reis Mourão, pela Universidade do Minho, estando prevista a publicação de vários artigos nos próximos meses.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.