Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

Vento dificulta combate às chamas em Bustelo

O fogo deflagrou por volta das 14:00 e nesta altura estão no terreno 140 operacionais apoiados por 42 viaturas.

-PUB-

O vento forte que se faz sentir naquela zona tem dificultado o combate às chamas, provocando várias projeções.

O presidente da autarquia, Nuno Vaz, esteve no local ao final da tarde e mostrou-se preocupado porque “o incêndio tem três a quatro frentes ativas”.

“Com estas temperaturas altas, com algum vento, com muito mato e com uma rápida progressão era importante que os meios, nomeadamente os aéreos, pudessem ser reforçados neste teatro de operações”, frisou, salientando esperar que a “situação fique mais favorável” nas próximas horas.

De referir que Chegaram a ser dois os meios aéreos no combate às chamas, que entretanto, com o cair da noite, deixaram de operar.

A preocupação neste momento, e depois de controlado o fogo junto à zona industrial, passa por impedir que as chamas cheguem a Vila Meã, aldeia que, ao que sabemos, começou, entretanto, a ser evacuada por precaução.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.