Terça-feira, 27 de Julho de 2021

Vitória escapou no último minuto

FAFE, 2 | MIRANDELA, 2

-PUB-

Entrou bem a turma transmontana, que, logo no início, beneficiou de um lance de bola parada, com o guarda-redes local a segurar o esférico. Outros lances de perigo surgiram na área do Fafe, mas o Mirandela pecava na finalização. A turma de Carlos Salgado reagiu, mas eram os visitantes a comandar o jogo, chegando ao golo aos 17’, com Kennedy, de cabeça, a bater Diogo Silva. O Fafe reagiu, mas a turma mirandelense estava em bom plano e não mostrava sinais de fragilidade. Mesmo assim, a igualdade acabaria por surgir por intermédio de Prince, a corresponder bem a um pontapé de canto. 

O Mirandela não esmoreceu e foi à procura do golo, que apareceu aos 36’, com João Sidónio a marcar no seguimento de um canto, colocando novamente a sua equipa na frente, resultado que se verificava ao intervalo. 

Na etapa complementar, o Mirandela tentou gerir a vantagem, mas nunca descurou o ataque, só que voltou a falhar no último terço do terreno. Até que quando todos pensavam que os três pontos estavam garantidos, no último lance do jogo, Nei aproveita um mau alívio da defesa para fazer o empate.

 


FICHA DE JOGO

Jogo no Estádio Municipal de Fafe

Árbitro: Edgar Baptista (AF Porto)

FAFE: Diogo Silva; Elizio, Prince, Zé Oliveira e Carlos Freitas (Castro, 79’); Fabinho (Luís Neves, 46’), Rúben Marques e Helinho (Paulinho, 63’); Pedro Matos (Ferrinho, 70’), Mika Borges (Jorginho, 70’) e Nei

Treinador: Carlos Salgado

MIRANDELA: Fábio Mesquita; Edu, João Sidónio, Nuno Corunha e Timóteo; Ramalho, Landry e Kennedy (Maranata, 82’); Carneiro (Giancula, 54’), Diogo Motty (Guilherme, 82’) e Cheick (Aliu, 76’)

Treinador: Rui Borges

Ao intervalo: 1-2

Cartões amarelos: Landry (42’), Luís Neves (88’) e Zé Oliveira (93’)

Marcadores: Kennedy (17’), Prince (28’), João Sidónio (36’) e Nei (94’)

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.