Sexta-feira, 26 de Novembro de 2021
Luís Pedro Martins
Presidente da Entidade Regional do Turismo do Porto e Norte de Portugal

A hora de Trás-os-Montes

Trás-os-Montes dispõe de excelentes recursos para se afirmar como um roteiro turístico obrigatório para quem visita o nosso destino.

-PUB-

Vinho, gastronomia, paisagens, património, turismo de natureza, aventura, náutico, saúde e bem-estar são só alguns dos produtos turísticos em que a região está bem apetrechada para proporcionar visitas inesquecíveis, juntamente com esse elemento único que são os transmontanos e a sua (nossa) hospitalidade. Estabeleci como meta deste mandato descentralizar a visitação na Região Norte e esse é um ponto que norteia a minha ação. Isso estava a ser conseguido até março de 2020, paulatinamente, mas queríamos, queremos, mais e estamos a lutar por isso.

A pandemia que, entretanto, assolou o mundo obrigou-nos a repensar a estratégia global, mas acabou por ser uma oportunidade para os territórios de baixa densidade.

Não deveria ser necessário vivermos uma crise sanitária para os portugueses descobrirem, ou redescobrirem, os territórios do interior, mas o que é certo é que as restrições à concentração de pessoas e o trabalho de promoção, como as visitas de imprensa que efetuamos, levaram os portugueses a procurarem o contacto direto com a natureza, longe de aglomerados, o que ditou o registo de índices de atividade turística muito interessantes em Trás-os-Montes. E estamos certos de que não foi uma passagem fugaz, ditada pelas circunstâncias. Acreditamos que esses visitantes ficaram fidelizados, porque também quem passa por Trás-os-Montes não passa sem lá voltar.

Temos em marcha muitos projetos em estreita colaboração com as CIM´s, municípios e empresários locais. A dinamização da nova Rota dos Vinhos e do Enoturismo do Porto e Norte será, estou certo, uma importante alavanca para o crescimento turístico de Trás-os-Montes.

Reestruturámos um produto estratégico como é a Gastronomia e Vinhos, com grande capacidade de fidelização, de ganhar novos adeptos e potenciador da otimização de vários outros produtos turísticos e económicos, pela força da sua genuinidade e ligação aos territórios.

No final do mandato, contamos ter esbatido consideravelmente as assimetrias turísticas no destino. Trás-os-Montes, o Porto e Norte de Portugal merecem.

Mais Lidas | opinião

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.