Sábado, 19 de Junho de 2021
©Arquivo VTM

Abertos mais dois novos balcões SNS 24

No distrito de Vila Real, foram abertos mais dois novos balcões SNS 24, um na União de freguesia de Constantim e Vale Nogueiras, no concelho de Vila Real, e outro no concelho de Alijó, que irá abranger os habitantes das freguesias de Vilar de Maçada e Alvelos.

-PUB-

O SNS24 Balcão é um serviço pioneiro que o Ministério da Saúde criou para facilitar o acesso dos cidadãos aos serviços do Sistema Nacional de Saúde (SNS) de forma rápida e segura. 

Em comunicado, a ARS Norte revelou que, nestes balcões, os utentes podem fazer a marcação de consultas, realizar teleconsultas, consultar exames, aceder a guias de tratamento, renovar a medicação crónica, avaliar e registar sintomas provocados pela Covid-19 e pedir a isenção de taxas moderadoras, entre outras informações de saúde.

O executivo da União de Constantim e Vale Nogueiras afirmou que estes serviços digitais e de teleconsulta já estão disponíveis para os cidadãos desta freguesia, permitindo “uma maior proximidade aos cuidados de saúde”, considerando ainda que “é uma mais-valia” para os cidadãos, que não precisam de se deslocar à sede de concelho para tratar alguns assuntos. 

As unidades contam com mediadores digitais, colaboradores “devidamente habilitados”, que ajudam os cidadãos através de dois acessos: o acesso facilitado (o utente tem autonomia para aceder aos serviços digitais) e o acesso mediado (o utente acede com a ajuda do mediador).

Na região Norte, a ARS tem neste momento 46 unidades, espalhados por 45 freguesias.

Estas serviços do SNS 24 Balcão “resultam de uma rede de parcerias entre a Administração Regional de Saúde do Norte, a SPMS, EPE, municípios, juntas de freguesia e os Agrupamentos de Centros de Saúde”, acrescenta a ARS.

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.