Sábado, 31 de Julho de 2021

Autarcas insistem na reposição das travessias do Tâmega

Tema sobre as ligações do rio Tâmega voltou à mesa das negociações para discutir o ponto de situação 

-PUB-

Os municípios de Vila Pouca de Aguiar e Boticas, Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Comissão de Coordenação de Desenvolvimento da Região Norte (CCDR-N) e Iberdrola estiveram reunidos para discutir sobre o ponto da situação relativa à reposição das travessias do Tâmega. 

Com a construção do Sistema Eletroprodutor do Tâmega, as pontes que ligam os dois concelhos (Sobradelo-Capeludos e Veral-Monteiros) vão deixar de existir e os autarcas insistem numa alternativa, pedonal e viária, que sirva as populações. 

“Mais uma vez, pugnamos, de forma inequívoca, pela reposição das ligações porque as alternativas não são viáveis”, referiu Alberto Machado, presidente da câmara municipal de Vila Pouca de Aguiar. 

As alternativas que a Iberdrola apresentou não agradam os autarcas, uma vez que

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.