Sábado, 27 de Novembro de 2021

Autarquia apoia instituições do concelho

Os municípios têm tido um papel fundamental na luta contra o novo coronavírus, com a implementação de medidas que têm em vista diminuir o risco de contágio.

-PUB-

Em Vila Pouca de Aguiar, onde existem, até ao momento, três casos confirmados, uma das apostas do executivo passa por ajudar as instituições sociais do concelho. Essa ajuda chega através de equipamento de proteção individual.

“Ao longo das últimas semanas temos realizado várias ações junto das IPSS’s do concelho com o objetivo de controlar e conter a propagação do vírus. É fundamental que quem trabalha nas nossas instituições esteja protegido para continuar a ajudar a população mais frágil”.

A explicação foi dada por Alberto Machado, presidente da Câmara Municipal, depois de entregar fatos laváveis ao Centro Social Nossa Senhora de Lurdes (CSNSL), em Pedras Salgadas.

A ajuda é sempre bem-vinda, principalmente quando se trata de “material caro”. Que o diga Gramesinda Barroso, responsável pelo CSNSL. “Esta oferta facilita muito o nosso trabalho porque as pessoas sentem-se mais protegidas e este material é difícil de adquirir, é dispendioso”. 

Além do Centro Social Nossa Senhora de Lurdes, também o Centro Social e Comunitário do Planalto de Jales, o Centro Social Nossa Senhora do Extremo, o Centro Social Santa Senhorinha de Vilarelho, a Santa Casa da Misericórdia, o Centro Social e Comunitário Nossa Senhora de Fátima, a Casa Social de Parada do Corgo, o Hotel Sénior e o Lar de Pedras Salgadas estão na lista das instituições presenteadas pela autarquia que , até agora, já entregou mais de 70 fatos laváveis e dezenas de viseiras e óculos de proteção, assegurando assim a prestação de serviços a cerca 400 utentes.

CENTRO DE TESTES

Entretanto, a autarquia aguiarense avançou também com um centro municipal de testes à Covid-19, em funcionamento desde o dia 15 de abril.

Mariana Silva, enfermeira contratada pelo município, explicou à VTM que “se trata de um centro de rastreio onde serão realizados testes com zaragatoas, às quartas-feiras de manhã”.

Em média, este centro irá realizar 20 testes por semana e os resultados são conhecidos no espaço de quatro a cinco dias.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.