Sábado, 16 de Outubro de 2021

Autarquia garante computador e internet a 115 alunos carenciados

A Câmara de Montalegre vai ceder 115 computadores e ligação à internet a alunos carenciados do 1.º ao 12.º ano de escolaridade do concelho, em investimento de 85 mil euros, disse hoje à Lusa o presidente, Orlando Alves.

-PUB-

“Todos os alunos considerados como carenciados no concelho são contemplados com esta medida”, destacou o autarca de Montalegre.

Por causa da covid-19, o terceiro período para os alunos do 1.º ao 10.º ano vai decorrer em regime de ensino à distância e com o recurso à telescola, que está a ser emitida na RTP Memória desde 20 de abril.

Para Orlando Alves, esta é uma “resposta adequada”, tendo em conta o formato definido pelo Governo para o restante do ano letivo.

“É o modelo de ensino e aprendizagem que de momento está perspetivado para ir daqui até ao final do ano letivo, mas não tenho dúvidas que este modelo irá ser repercutido em outras ocasiões no futuro”, vincou.

O autarca de Montalegre espera ainda que as crianças e jovens do concelho possam dar “um bom uso” a esta ferramenta de aprendizagem. 

Segundo a nota publicada hoje na rede social Facebook da autarquia de Montalegre, serão cedidos 115 computadores a alunos carenciados do concelho “de acordo com indicação do Agrupamento de Escolas Dr. Bento da Cruz”.

“O foco abrange todos os graus de ensino, do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. A medida representa um investimento de 85 mil euros”, pode ler-se ainda.

Segundo o Boletim Epidemiológico da Unidade de Saúde Pública (USP) do Alto Tâmega e Barroso, até às 23:59 de sábado havia 31 casos confirmados de infeção por covid-19, com o concelho de Chaves a ter 18 positivos, registando-se ainda cinco casos em Valpaços, quatro em Ribeira de Pena, três em Vila Pouca de Aguiar e um em Montalegre.

Destes, oito já foram considerados curados, cinco no concelho de Chaves, dois em Valpaços e um em Ribeira de Pena e registam-se ainda dois óbitos, ambos no concelho de Chaves.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.