Sábado, 21 de Maio de 2022

Azar, arbitragem e falta de pontaria dão derrota aos barrosões

OLIVEIRENSE, 1 | MONTALEGRE, 0

Resultado extremamente injusto depois da boa exibição barrosã. O Montalegre atirou duas bolas ferro, teve mais bola, um penálti por assinalar e um golo mal invalidado.

O Montalegre esteve quase sempre confortável no jogo. A Oliveirense quase nunca foi um adversário perigoso. Desde o início que a equipa transmontana assumiu as rédeas do jogo, e logo aos 5 minutos, Joãozinho, isolado, falha o chapéu por muito pouco.

Os barrosões não deixavam a Oliveirense pegar no jogo e João Fernandes remata forte, mas ligeiramente ao lado. Contra o corrente do jogo, Paredes inaugura o marcador, num lance de infortúnio da defensiva forasteira. Sem se atemorizar, o Montalegre foi para a frente e Miguel Ângelo, dentro da área, falha o alvo por muito pouco. Ao intervalo 1-0, extremamente injusto.

Na etapa complementar, o domínio barrosão foi ainda mais notório. Aos 62’, Rúben Neves, muito ativo, quase repõe a igualdade. Na sequência de um pontapé de canto, o guardião local, Nuno Silva, defende em esforço, e a bola acaba por beijar a barra da baliza. Depois, belíssimo trabalho de André Martins com remate tão colocado que bate no poste da baliza da Oliveirense. Angola é carregado dentro da área, mas o juiz da partida mandou jogar. Aos 93’, Rúben Neves dispara forte, Silva defende para a frente e Baba faz a recarga vitoriosa. Era o 1-1, prontamente anulado por fora de jogo inexistente do senegalês. Há dias em que tudo corre mal, este foi um desses para o CDC Montalegre que jogou bem e fez tudo para ganhar.

A equipa de arbitragem foi a pior em campo, com erros que influenciaram o resultado final.


FICHA DE JOGO

OLIVEIRENSE, 1 | MONTALEGRE, 0

Jogo no Estádio Carlos Osório, em Oliveira de Azeméis

Árbitro: Sérgio Guelho (AF Guarda)

Auxiliares. Marco Silva e Francisco Cerveira

4º árbitro: Fernando Ferreira

OLIVEIRENSE: Nuno Silva; Gonçalo Pimenta (Vasco Gadelho, 66’), Simão Fernandes, Raniel, Vítor Pisco, Duarte Duarte (Marcelo, 77’), Luizinho (Felipe Alves, 77’), João Serrão (Tiago Duque, 58’), Filipe Maio, Paredes, Bruno Sousa

Treinador: Fábio Pereira

MONTALEGRE: Didi; Tiago Oliveira, Luan, Bruno Morais, Ouattara (Baba, 79’), João Fernandes (Cordeiro, 71’), Rúben Neves, Joãozinho, Samate (Angola, 65’), Miguel Ângelo (Papalelé, 65’), Beto (André Martins, 65’)

Treinador: José Manuel Viage

Ao intervalo: 1-0

Cartões amarelos: Beto (54’), Vítor Pisco (60’ e 66’), Tiago Oliveira (63’), Cordeiro (78’), Vasco Gadelho (82’), Tiago Duque (86’) e Bruno Morais (86’)

Cartão vermelho: Vítor Pisco (66’)

Marcador: Paredes (30’)

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.