Quinta-feira, 16 de Setembro de 2021
@DR

CDU esteve na freguesia de Borbela e Lamas de Olo

A CDU realizou uma ação no terreno em que contactou com os eleitores da freguesia de Borbela e Lamas de Olo.

-PUB-

No âmbito da elaboração do programa eleitoral às eleições autárquicas de 26 de Setembro de 2021, a CDU realizou uma ação no terreno em que contactou com os eleitores da freguesia de Borbela e Lamas de Olo. Da comitiva fizeram parte elementos da concelhia, o cabeça de lista à Câmara Municipal, Alexandre Coelho, o cabeça de lista à Assembleia Municipal, Ricardo Almeida, e o candidato à Junta de Freguesia de Borbela e Lamas de Olo, Nuno Cruz.

Nesse contexto, a CDU pode comprovar o efeito das dinâmicas demográficas sentidas no concelho, agudizadas nas franjas geográficas (como é o caso de Lamas de Olo) e caracterizadas pela diminuição de efetivos e pelo envelhecimento da população. Registe-se que a proporção de população idosa de Vila Real é de 171 idosos por cada 100 jovens, aumentando o Índice de Dependência de Idosos (26,8% de idosos por pessoas em idade ativa). Tal como a NUTS NORTE, que regista um Crescimento Natural Negativo, Vila Real regista um decréscimo na Taxa de Natalidade e um aumento da Taxa de Mortalidade, conduzindo a um Saldo de -205. Em 2001 o Saldo era positivo (89).

O partido acredita que Borbela e Ferreiros carecem de uma linha permanente de transportes públicos que garanta uma melhor qualidade de vida às suas populações. Acrescenta que “no sopé do Parque Natural do Alvão, o uso diário de veículo próprio provoca ainda maiores constrangimentos ao atual caos vivido no trânsito em Vila Real, assim como entra em contradição com as políticas locais de promoção dos comportamentos ecológicos e de proteção da biodiversidade”.

A CDU diz que “é necessário concluir a construção do Centro de Dia, recuperar a desastrosa intervenção realizada no Açude das Flores, criando uma estrutura aprazível com equipamentos de apoio aos seus utentes”.

Uma vez que a área da freguesia de Borbela e Lamas de Olo está inserida no Parque Natural do Alvão, a CDU alertou e pretende continuar a alertar as populações para o modelo de cogestão preconizado. A CDU afirma que “a natureza, a biodiversidade, a pequena agricultura e pequena produção agrícola requerem ajuda”. Acrescenta ainda que “as populações não são chamadas a intervir na gestão do seu território, sendo substituídas por entidades sem ligação ao real e às preocupações dos habitantes, mais interessadas no volume de chegadas, nos trilhos para a prática de desportos motorizados do que na fixação de pessoas”.

A CDU exorta ao reforço de subsídios aos jovens agricultores, à formação e ao acompanhamento técnico e social, à cooperação e associativismo agrícola, que permitam a fixação de jovens.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.