Quinta-feira, 29 de Julho de 2021

CIM Terras de Trás-os-Montes distribui máscaras por lares de idosos

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Terras de Trás-os-Montes informou hoje que adquiriu máscaras para distribuir pelas instituições de apoio a idosos dos nove concelhos deste território, no âmbito das medidas de prevenção da covid-19.

-PUB-

A CIM fez saber, em comunicado, que já recebeu as 36 mil máscaras que adquiriu e que vai começar a fazer chegar às estruturas de apoio a idosos institucionalizados de nove concelhos do distrito de Bragança.

“As máscaras vão ser entregues às câmaras municipais dos concelhos que integram a CIM das Terras de Trás-os-Montes, que farão a distribuição das mesmas em função das necessidades”, esclareceu.

A prioridade para a entregue deste material de proteção “são as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e lares de idosos privados dos nove concelhos”, como salienta aquela organização de municípios.

A CIM justificou que, num primeiro levantamento feito na região, as máscaras foram identificadas como o equipamento “essencial para atuar no campo da contenção e prevenção do novo coronavírus junto de profissionais e utentes destas instituições”.

A CIM Terras de Trás-os-Montes “assumiu como prioritário, no seu plano de combate à covid-19, o apoio à população idosa e aos seus cuidadores”.

“É nesse sentido que tem vindo a desenvolver contactos e esforços permanentes juntos das entidades de saúde pública e da Segurança Social, um trabalho colaborativo que se traduz na identificação de necessidades, no acompanhamento do evoluir da situação e eficácia das respostas”, sustentou.

Esta comunidade intermunicipal integra nove dos 12 concelhos do distrito de Bragança, nomeadamente Alfândega da Fé, Bragança, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Mirandela, Mogadouro, Vila Flor, Vimioso e Vinhais.

 

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.