Quinta-feira, 28 de Outubro de 2021
©DR Carlos Penas (PSD) e Vítor Pimentel (CDS) no momento da assinatura do acordo

Coligação PSD/CDS quer “Chaves Primeiro”

PSD e CDS assinaram um acordo de coligação, para as próximas eleições autárquicas, comprometendo-se a criar “mais e melhor emprego, com melhores condições de vida, e melhor concelho, com mais valorização do património cultural, urbanístico, humano e ambiental de Chaves”.

-PUB-

Carlos Penas (PSD) e Vítor Pimentel (CDS) assinaram, esta tarde, um acordo de coligação entre ambos os partidos para as próximas eleições autárquicas, manifestando assim os centristas o seu apoio ao candidato já apresentado pelos sociais-democratas, Francisco Tavares.

Num comunicado conjunto, enviado às redações, os dois líderes partidários acusam o Partido Socialista de ter desperdiçado o mandato em vigor, liderado por Nuno Vaz, “para Acordar Chaves”, afirmando que “a sua incapacidade, incompetência e imobilismo impediram a resolução dos problemas do concelho e impediram a execução do compromisso eleitoral sufragado”.

Apontando “o rigor e seriedade; crescimento e desenvolvimento, competitividade e inovação; cooperação e sustentabilidade; proximidade e participação” como “os princípios-basilares da futura governação PPD/PSD.CDS-PP do Município de Chaves”, a coligação PSD/CDS delineou como principais metas “mais e melhor emprego, com melhores condições de vida, e melhor concelho, com mais valorização do património cultural, urbanístico, humano e ambiental de Chaves”.

“O presente compromisso pretende corresponder às exigências e aspirações dos flavienses, bem como a consolidação de um poder autárquico assente nos valores humanistas e num projeto de desenvolvimento das comunidades locais”.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.