Domingo, 24 de Outubro de 2021

Complexo Desportivo de Salto vai ser uma realidade

Projeto foi apresentado esta quarta feira e representa um investimento de cerca de três milhões de euros. 

-PUB-

A Câmara Municipal de Montalegre vai construir um complexo desportivo na vila de Salto, num projeto orçado em cerca de três milhões de euros e que servir toda a população do Baixo Barroso, onde vivem perto de cinco mil pessoas, e especificamente, a população escolar e o Grupo Desportivo de Cultural de Salto, cuja equipa de futebol de 11 milita na Divisão de Honra da Associação de Futebol de Vila Real e “ainda pratica futebol em campo de terra batida”, tal como referiu em declarações à Lusa, o presidente da autarquia.

O complexo, cujo projeto foi apresentado esta quarta feira, vai ser composto por um pavilhão desportivo, um campo de futebol de relva sintética e ainda obras de urbanização na vila.

Segundo Orlando Alves, a câmara vai “agora trabalhar nas expropriações do terreno” e “avançar, depois, com o processo de construção” e prevê-se que a obra esteja concluída “dentro de dois anos”.

À Lusa, o autarca refere que “é um projeto audacioso, um projeto caro, que no seu cômputo geral, com expropriações e tudo o resto, vai rondar os três milhões de euros”.

Orlando Alves disse que o município vai tentar apresentar uma candidatura do projeto a fundos comunitários no âmbito do próximo quadro de apoio, se “houver avisos que estejam direcionados para a prática desportiva”, mas adiantou que a obra irá "avançar mesmo só com verbas municipais”.

A câmara pretende ainda reabrir a piscina municipal coberta em Montalegre, encerrada há “seguramente 10 anos” devido “aos elevados custos de funcionamento”.

 “Estamos também a deitar mãos para servir a população e para a pôr ao serviço daqueles que anseiam pela prática desportiva e, sobretudo, as escolas”, afirmou Orlando Alves.

O autarca explicou que o município está a trabalhar num projeto que visa a “incorporação de novas tecnologias, com maiores ganhos de eficácia energética e de proteção ambiental, menos poluidores”.

“É um projeto que vamos desenvolver também à custa do orçamento municipal e que é também um projeto que ultrapassa os 1,5 milhões de euros”, salientou.

A câmara apresentou uma candidatura ao quadro comunitário vigente, que está em apreciação, no entanto, segundo o autarca, “já se sabe” que o financiamento recairá sobre o que está relacionado com a “eficiência energética” e que o resto será “por conta e risco do orçamento municipal”.

A piscina municipal de Montalegre foi construída há cerca de 20 anos.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.