Quarta-feira, 6 de Julho de 2022

Depois de atingir uma mulher, homem suicida-se na via pública

Acabou em tragédia uma discussão ocorrida entre um homem e uma mulher, na Praça Renato Aguiar, próximo da Rotunda do Tondela. Tudo aconteceu por volta das 10 horas de terça-feira, quando João Silva Teixeira, de 66 anos, residente no Bairro Branco, em Godim, aposentado da CP; e Maria Adelaide Pereira, moradora em Várzea da Teixeira […]

Acabou em tragédia uma discussão ocorrida entre um homem e uma mulher, na Praça Renato Aguiar, próximo da Rotunda do Tondela. Tudo aconteceu por volta das 10 horas de terça-feira, quando João Silva Teixeira, de 66 anos, residente no Bairro Branco, em Godim, aposentado da CP; e Maria Adelaide Pereira, moradora em Várzea da Teixeira (Baião) se envolveram numa discussão, junto da viatura desta.

O indivíduo terá então disparado um tiro, no abdómen da Maria Adelaide. Esta, mesmo ferida, ainda percorreu alguns metros, antes de cair. Foi nessa altura que passou um agente da PSP de Vila Real, residente na cidade, o qual interpelou o presumível atirador. Este, quase de imediato, acabou por desferir um tiro na sua própria cabeça, tendo morte imediata.

Maria Adelaide, mãe de oito filhos (cinco deles menores que viviam consigo), é empregada doméstica num bar da cidade. Encontra-se, em estado crítico, no Centro Hospitalar Vila Real/Peso da Régua.

Por detrás deste desenlace, poderão estar razões passionais. Era público que ambos já tinham sido vistos a discutir, em diversas ocasiões. O marido da vítima é operador de máquinas e trabalha em zona de Saragoça, em Espanha.

De referir, ainda, que a arma, utilizada nos disparos e apreendida, não pertencia a João Silva Teixeira, mas a um outro homem, residente no Bairro das Alagoas (Godim) e natural de Vilarinho dos Freires. Este elemento foi apurado, após o pedido de identificação da arma, solicitado pela GNR de Peso da Régua à PSP de Vila Real.

Assim sendo, o seu proprietário vai ser ouvido pelas autoridades que irão apurar em que circunstâncias a pistola foi parar às mãos do suicida.

 

José Manuel Cardoso

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.