Sábado, 4 de Fevereiro de 2023
No menu items!
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Dérbi transmontano: Vilar e Pedras defrontam-se pela primeira vez no Campeonato de Portugal

Apesar da proximidade e das boas relações entre as equipas, ambas querem arrecadar os três pontos

-PUB-

Os treinadores do Grupo Desportivo Vilar de Perdizes e do Juventude Pedras Salgadas fizeram a antevisão do jogo de domingo, a contar para a 11.ª jornada do Campeonato de Portugal, numa conferência de imprensa conjunta, em Chaves.

Com os mesmos pontos, 15, tal como o Pevidém, o objetivo de ambos os emblemas transmontanos é vencer.

Os treinadores do Vilar e Pedras conhecem bem as equipas mutuamente, o que pode ser uma vantagem, mas há sempre alguma imprevisibilidade para este dérbi, apontam os técnicos.

Gustavo Souza, treinador do Pedras Salgadas, perspetiva um jogo “com um grau de dificuldade muito elevado”, e conta encontrar uma equipa muito “agressiva, competitiva e que marca muitos golos”, no domingo no Estádio Municipal de Chaves. “Estamos preparados para o jogo, sabemos que vai ser difícil, mas não vamos mudar as nossas ideias, os nossos princípios”, sublinha. O treinador da equipa mais jovem do Campeonato de Portugal, com uma média de idades de 21 anos, adiantou que quer “dar continuidade ao bom momento” que atravessa. “Vimos de uma vitória em casa, marcámos 3 golos, o que ainda não tinha acontecido no campeonato. Temos um desafio que é ganhar dois jogos seguidos, o que ainda não conseguimos e vamos para o jogo à procura dos três pontos”, afirmou.

A estratégia para o jogo vai passar por “jogar um futebol apoiado, dinâmico e positivo, sempre à procura da baliza e ser organizado em todos os momentos do jogo”. O treinador não vai ter disponível o guarda-redes Josemar e outros jogadores estão também em dúvida.

O Vilar de Perdizes, que passou esta época da Divisão de Honra da AFVR para o Campeonato de Portugal, também não tem outro objetivo que não seja ganhar. O treinador Vítor Gamito admite que há boas relações entre os dois clubes que “serão interrompidas, entre aspas, durante os 90 minutos do jogo”, porque cada um “quer levar os 3 pontos para o seu clube”.

“O Vilar de Perdizes independentemente de com quem joga e onde joga luta sempre pelos três pontos, domingo não fugirá à regra, iremos à procura de conquistar os três pontos, num campeonato tão competitivo” e garante que jogar para o empate não é opção. “Sabemos que vamos defrontar uma equipa muito complicada, que tem uma identidade bem vincada, recordo que o Pedras Salgadas esteve 18 jogos sem perder, entre o ano passado e este ano, o que é impressionante, é também a equipa mais difícil de antever, porque nunca sabemos quem vai “baixar” da equipa mãe para o Pedras Salgadas”, referiu.

Para ultrapassar estas barreiras, Vítor Gamito promete “pressão bem alta, tentar “afogar” o adversário na primeira fase de construção e tentar usar as armas habituais, como o jogo virado para a frente, criar muitas ocasiões de golo, somos dos melhores ataques do campeonato, porque tentamos chegar muitas vezes ao golo, mesmo quando estamos em vantagem”. Ainda não se sabe se Elias irá jogar, apesar de integrar o treino a partir de amanhã. Baixas certas são o Sangaré e o Neto.

“Esta conferência é também um passo para a valorização do desporto regional e também de chamar público para o dérbi regional que será jogado pela primeira vez no Campeonato Nacional”, sublinhou Vítor Gamito.

Gustavo Souza acredita que “quem for assistir ao jogo não se vai arrepender”, já que tem a certeza que “será um bom espetáculo”.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.