Quarta-feira, 14 de Abril de 2021

Diversão garantida 365 dias por ano

Para além do parque aquático, o NaturWaterPark oferece um conjunto de atividades diversas, desde a quinta pedagógica aos desportos ao ar livre. Está aberto o ano inteiro e, este verão, tem mais quatro escorregas à disposição.

Em contagem decrescente para a entrada nos meses mais quentes, o NaturWaterPark, complexo situado na Quinta do Barroco, em Andrães, Vila Real, soma valências aquáticas, desporto, jogos e lazer, naquele que é o destino ideal para miúdos e graúdos em busca de aventura e diversão. As surpresas já estão a ser preparadas e entre elas, destaca-se a aquisição de quatro novos escorregas aquáticos para refrescar os dias de verão.

Eduardo Teixeira Rodrigues e Ana Anjo, sócios gerentes do parque aquático, abriram a estrutura em agosto de 2011, depois de um longo período de espera pela confirmação do projeto. “As burocracias são muito complicadas. Só de entrada pagamos uma taxa de 10 mil euros, sem certezas de aprovação. Mas, hoje, somos o único parque em Portugal que reúne uma série de valências diversas e está aberto o ano inteiro”, disse o responsável, acrescentando que em 2015 foram contabilizados entre 100 a 150 mil clientes.

O parque aquático foi a primeira atração a ser desenvolvida, em conjunto com o parque de campismo, conhecido pelos bungalows. É o principal atrativo, chegando a movimentar cerca de 2.500 pessoas por dia. “Está aberto três ou quatro meses e mantêm-nos o ano todo. Somos perto de 25 funcionários e, na época balnear, chegamos aos 70. Temos de reforçar a equipa a partir de maio”, explicou Eduardo Teixeira Rodrigues, constatando que, no verão, grande parte dos colaboradores são universitários e todos eles polivalentes, prontos a dar o seu contributo em qualquer área.

O NaturWaterPark tem ainda à disposição do cliente o Parque Aventura, com um programa de desportos ao ar livre, e a Quinta Pedagógica, que permite aos visitantes entrar em contacto com vários animais. Também a restauração “é um sucesso”, tendo uma capacidade para 200 pessoas, sendo assim uma mais-valia que sustenta o parque no inverno.

Aberto o ano inteiro, são frequentes os turistas espanhóis, franceses e ingleses que, mesmo nos meses mais frios, procuram o NaturWaterPark. Os mais velhos podem desfrutar de passeios de bicicleta ou percursos pedestres, enquanto os mais novos se distraem nas caças ao tesouro ou nos campos de férias.

 

Chegar às 200 mil visitas

A aumentar significativamente o número de clientes de ano para ano, o sentimento é de “melhorar cada vez mais” e chegar aos 200 mil no final de 2016. Para tal, é visível o reforço na capacidade de alojamento, nas atividades e nos escorregas, sendo o volume de faturação de um milhão de euros.

De acordo com os responsáveis, está em andamento um projeto que dotará o parque com quatro novos escorregas, classificando-o como “o único em Portugal” com aquele conjunto aquático, que rondará os dois milhões de euros.

Também o número de grupos de escolas tem vindo a aumentar, sendo a maior parte do Porto e de vários concelhos da região, que costumam regressar todos os anos. “Neste aspeto, destacamo-nos dos outros parques porque temos rotatividade de atividades e não deixamos as crianças à espera, senão ficam aborrecidas. Somos diferentes”, destacou o sócio gerente.

“Atualmente, os visitantes procuram muita diversidade e nós temos de lhes dar o que necessitam. O cliente é rei e aqui é tratado como tal. Muitos deles nem conheciam Vila Real, o que faz de nós uma mais-valia para o turismo regional”, acrescentou Eduardo Teixeira Rodrigues, concluindo que irá continuar a aperfeiçoar os serviços para atrair mais clientes.

 

 

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.