Terça-feira, 6 de Dezembro de 2022
No menu items!
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Dolce Vita apoia Teatro de Vila Real

“As vezes, dá-se com uma mão, para receber com a outra”, lembrou o autarca Manuel Martins, depois de questionado sobre a possibilidade do Mecenato do Centro Comercial estar relacionado com os benefícios ficais, concedidos pela autarquia, ao Grupo Amorim, nos próximos 10 anos. O Teatro de Vila Real vai receber um total de 500 mil […]

PUB

“As vezes, dá-se com uma mão, para receber com a outra”, lembrou o autarca Manuel Martins, depois de questionado sobre a possibilidade do Mecenato do Centro Comercial estar relacionado com os benefícios ficais, concedidos pela autarquia, ao Grupo Amorim, nos próximos 10 anos. O Teatro de Vila Real vai receber um total de 500 mil euros.

 

Durante 10 anos, o Centro Comercial Dolce Vita Douro irá contribuir, com 50 mil euros anuais, para apoiar o funcionamento do Teatro de Vila Real, diz o acordo que, assinado no dia 27, representa o maior mecenato da casa de espectáculos de Vila Real.

Manuel Martins, Presidente da Câmara Municipal de Vila Real, lembrou que “às vezes, há que dar com uma mão, para receber com a outra”, isso tendo em conta que, recentemente, a autarquia e a Assembleia Municipal aprovaram a isenção de pagamento das taxas relativas ao Imposto Municipal sobre Imóveis, Imposto Municipal sobre Transacções e Derrama, ao Grupo Amorim, responsável pelo Centro Comercial Dolce Vita Douro.

Jaime Lopes, vice-presidente da Amorim Imobiliária, sublinhou que, ao instalar o Dolce Vita, em Vila Real, o Grupo Amorim “assumiu o compromisso de apoiar as actividades locais, essencialmente actividades que reflectissem a imagem do Centro Comercial”.

O mesmo responsável lembrou que a iniciativa de apoiar casas de espectáculo, equipas desportivas ou, simplesmente, actividades e organizações singulares, prende-se com a vontade do Dolce Vita de servir de “estímulo, para que se faça, cada vez mais e melhor, na cidade e no concelho, não só na área cultural, mas noutras vertentes”.

Relativamente ao apoio ao Teatro de Vila Real, Manuel Martins adiantou que este vai ser um bom apoio, para o orçamento do Teatro, contabilizando que o orçamento do Teatro, este ano, foi de cerca de 1 milhão e 150 mil euros, dos quais 30 por cento é proveniente de receitas de bilheteiras, 20 por cento resulta de contractos programas e apoios do governo e os restantes 50 por cento são suportados pelo Município vila-realense.

O autarca recordou o apoio concedido pelo Grupo Amorim, noutras actividades, em especial na organização do “Revival” das corridas do Circuito Automóvel do centro de Vila Real, para lançar um outro desafio, aos responsáveis pelo Centro Comercial. “Estamos a preparar o regresso do Circuito Urbano de Vila Real e esperamos que o Dolce Vita esteja connosco, na realização deste sonho dos vila-realenses”.

 

Maria Meireles

PUB

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.