Quinta-feira, 19 de Maio de 2022

Encontro de Cantadores regressa a Chaves já amanhã

O Encontro, adiado por força da pandemia, quer retomar "o convívio salutar" de outros anos. A iniciativa, organizada pela Associação Cultural Flaviense “Grupo Amizade” e pela Câmara Municipal de Chaves, inclui uma arruada e atuações dos grupos no Pavilhão Expoflávia

De acordo com Alberto Cunha, mentor do evento e membro da Associação Cultural Flaviense “Grupo Amizade”, o principal objetivo passa por promover “o convívio entre os participantes, entre as várias Associações que vão participar no evento. Como não foi possível fazê-lo em janeiro, por altura das janeiras, como era habitual, vamos fazê-lo agora”.

Após um ano de interregno, por força da pandemia, “queríamos mesmo que o Encontro acontecesse para que este hábito não se perdesse. Não é um Encontro de Cantadores de Janeiras, porque teve de ser adiado, mas é uma forma de juntar os vários grupos, trocar experiências, num convívio salutar e muito engraçado”, frisou Alberto Cunha.

Inicialmente, “estava prevista a participação de 14 grupos. Por vários motivos, teremos 11 a 12 grupos no evento”, todos do concelho de Chaves. “A título de convite, vem um grupo de Vila Pouca de Aguiar, um de Boticas e outro de Valpaços, pela ligação que existe com os mesmos. A ideia é, mais tarde, conseguir cobrir todo o distrito. Para já, vamos devagarinho”.

O Encontro de Cantadores começa na Praça de Camões, pelas 15h00. Segue-se uma arruada pela cidade, até ao Pavilhão Expoflávia, “onde vão acontecer as atuações, pelas 16h30, com dois palcos porque não queremos interrupções enquanto um grupo sai e o outro prepara. Vamos trabalhar com dois palcos, em simultâneo, para não haver espaços mortos, até ao fim”.

O evento, organizado pelo “Grupo Amizade” e pelo município de Chaves, estender-se-á até às 21h00. A entrada é gratuita.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.