Sexta-feira, 22 de Outubro de 2021

Entrudo de Vila Marim atraiu centenas de foliões

A Associação Cultural e Desportiva de Vila Marim, em parceria com a Junta de Freguesia, o Agrupamento de Escuteiros N.º 852 e a Comissão de Festas de São Mamede 2020, com o apoio da Câmara Municipal de Mesão Frio, cumpriram o ritual de festejar o Entrudo de Vila Marim, durante três dias consecutivos.

-PUB-

No primeiro dia, durante a manhã de sexta-feira, o corso carnavalesco formado por elementos e crianças da creche da Santa Casa da Misericórdia de Mesão Frio, por docentes, colaboradores e alunos do centro escolar do Agrupamento de Escolas Prof. António da Natividade e por elementos das várias entidades organizadoras desfilaram nas principais artérias de Mesão Frio, desde o Largo do Cruzeiro até ao Largo da Independência, com mascarados, carros alegóricos e animação musical a cargo da Fanfarra Káustika, conhecida pelo seu estilo de punk filarmónico e pelas abordagens arrojadas.

O Centro Escolar de Mesão Frio escolheu como tema as vindimas e as profissões (bombeiros, médicos, polícias, etc.). Não faltaram, também, mascarados diversos, como as caricatas matrafonas e de entre os vários carros alegóricos, um moleiro para saudar os espectadores, como determina o Carnaval. Nesta iniciativa, aberta a toda a comunidade, quem quis juntar-se ao corso carnavalesco foi muito bem recebido.

Na noite do segundo dia houve um baile de máscaras na antiga escola primária da Camatoga, a cargo da Comissão de Festas de São Mamede 2020, com a atribuição de prémios aos três melhores disfarces.

Os festejos do entrudo terminaram durante a tarde do dia 23 de fevereiro, em Vila Marim, com o desfile carnavalesco a sair à rua e que passou por vários lugares da freguesia.

O presidente da Câmara Municipal, Alberto Pereira, à imagem das edições anteriores também marcou presença, testemunhando o grande ambiente festivo e o envolvimento da população. O evento findou com a habitual leitura do testamento.

Ao longo dos três dias foi manifesta a alegria de miúdos e graúdos que tudo farão para preservar a tradição, baseada em momentos divertidos e de grande união social.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.