Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

Escola duluténis confirma domínio regional em todos os escalões juvenis

Na sequência do Campeonato Regional sub 12 e sub 16, onde os atletas duluténis venceram todos os escalões possíveis, realizou-se mais um Campeonato Regional desta feita nos escalões sub 14 e sub 18, nos dias 11 e 12 de abril, em Chaves. Novamente todos os títulos foram arrecadados pelos jovens tenistas da escola duluténis, confirmando assim, mais uma vez, a sua superioridade em todos os escalões juvenis da modalidade a nível regional.

-PUB-

Começando pelos mais novos, Tomás Cardoso apresentou-se como 1º cabeça-de-série dos sub 14. Justificando o estatuto ao longo da prova, defrontou e venceu o seu colega Renato Rodrigues, também da duluténis, pelos parciais 6/0 e 6/2.

No escalão mais velho, sub 18, Nuno Cardoso apresentando o estatuto de 1º cabeça de série, sagrou-se campeão regional ao derrotar na final Eduardo Cabrera (TC Chaves) por 6/3 6/4. Na variante de pares, fazendo equipa com João Silva, acabaria de vencer o título final contra uma dupla formada por atletas também duluténis: Tiago Nunes/João Brito e Cunha.

Na vertente feminina, competição da qual não havia memória de alguma vez se ter disputado na região, foi Ana Marta Alves a deixar o seu nome na galeria de campeões de sub 18, ao bater no encontro final Margarida Mateus por 7/5 7/5. Na variante de Pares, as duas atletas duluténis juntaram-se e venceram o título de campeãs regionais sub 18.

Mais uma vez, a escola duluténis, através da sua formação, mostra o seu domínio no ténis regional. Estes jovens atletas mostram que o sucesso é possível atingir desde que haja muito trabalho e dedicação.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.