Terça-feira, 27 de Julho de 2021

“Falha técnica” na origem do acidente brutal que matou duas pessoas

Manuel Avelino Cruz e Maria Constança Ferreira de Andrade, ambos com 55 anos, foram as duas vítimas mortais do despiste que ocorreu na tarde de domingo, na Rampa Porca de Murça, numa prova pontuável para o Campeonato Nacional de Montanha.

-PUB-

O homem trabalhava como jardineiro na autarquia de Murça e estava à espera que a prova terminasse para começar a tirar o material de apoio que a câmara disponibilizou para a realização do evento.

Já a mulher residia no lugar do Miradouro (Murça) e tinha ido com o marido ver a competição, mas acabou por falecer depois de ter sido atingida pela violência do embate. 

Segundo a VTM apurou, a mulher era natural de Penafiel, mas residia no lugar do Miradouro há cerca de dois anos, onde tinha um terreno com estufas próximo do local do acidente, e decidiu subir a encosta e ir ver o espetáculo das corridas. 

Foi um final de prova trágico, com o carro

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.