Domingo, 14 de Agosto de 2022

Feira Franca Porca de Murça regressa com muitas novidades

Após dois anos de pandemia, a Feira Franca Porca de Murça está de regresso nos próximos dias 8, 9 e 10 de julho, no centro da vila, e ao ar livre, com um formato renovado e com um propósito de atrair ainda mais visitantes.

-PUB-

Em comunicado, a autarquia revela que o certame pretende “mostrar e promover o melhor da produção” local, de forma a valorizar as principais atividades económicas do concelho, o vinho e o azeite”.

O evento decorre até domingo, com muita animação, provas de vinhos e azeites comentadas, degustação de algumas iguarias regionais na praça da restauração, arraias e concertos musicais, com especial destaque para a atuação de Syro, no domingo à noite.

Mário Artur Lopes, presidente da câmara municipal, revelou que a edição deste ano trará algumas novidades, a começar pela data da realização do evento, que habitualmente acontecia em maio na véspera do Dia do Município, mas este ano decorrerá próxima das principais festividades anuais do concelho, as Festas em Honra de Nosso Senhor dos Aflitos e de São Domingos, que acontecem este mês.

O presidente acrescentou que esta alteração “acontece pelo facto de nessa altura ser a época do ano em que mais gente visita o concelho, sobretudo por razões festivas, religiosas, mas também para possibilitar à comunidade emigrante participar, aliado ao facto de o verão já estar instalado”.

Uma outra novidade revelada passa pela localização do certame, que este ano será no centro histórico da vila, nomeadamente na Praça 5 de outubro, Praça 31 de janeiro e no Jardim do Paço.

A abertura oficial da feira acontece na sexta-feira, pelas 18h00, e conta com a presença do vice-presidente da Comunidade Intermunicipal do Douro, Nuno Gonçalves.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.