Sábado, 21 de Maio de 2022

GNR identificou homem por incêndio florestal

Incêndio aconteceu na tarde de quinta-feira, na zona de Vilar de Ferreiros, em Mondim de Basto

A GNR de Vila Real identificou um homem, de 33 anos, por incêndio florestal, no concelho de Mondim de Basto.

Em comunicado, o Comando Territorial de Vila Real, através da Equipa de Proteção Florestal (EPF) do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Vila Real, revela que o homem foi identificado na quinta-feira, no seguimento de um alerta de incêndio florestal. “Os elementos da EPF deslocaram-se rapidamente para o local, onde apuraram que o incêndio teve origem numa queima de amontoados para eliminar sobrantes florestais, que não foi devidamente extinta, provocando a sua ignição através da manta-morta existente no solo e subsolo”.

No decorrer das diligências policiais foi identificado o responsável pelo foco de incêndio, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Vila Real.

Durante todo o ano de 2021, o Comando Territorial de Vila Real “identificou 83 suspeitos de incêndios florestais, dos quais oito foram detidos em flagrante”.

A GNR lembra que as queimas e queimadas “são das principais” causas de incêndios em Portugal, sendo que a qualquer altura do ano “é proibido queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração florestal ou agrícola bem como efetuar queimadas sem pedir autorização ou fazer comunicação prévia”, esclarece a nota enviada às redações.

Para evitar acidentes, a GNR refere que deve seguir as regras de segurança, estar “sempre acompanhado e levar consigo o telemóvel”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.