Quinta-feira, 7 de Julho de 2022

Hotel de luxo abre as portas em Maio

O “Aquapura Douro Valley“ vai abrir as portas, no início do próximo mês de Maio. Esta unidade hoteleira de cinco estrelas resultou da reconstrução e renovação daquilo que foi o imóvel da Quinta de Valle Abraão. Situado na freguesia de Samodães, em frente a Caldas do Moledo, este hotel vai disponibilizar uma série de serviços […]

O “Aquapura Douro Valley“ vai abrir as portas, no início do próximo mês de Maio. Esta unidade hoteleira de cinco estrelas resultou da reconstrução e renovação daquilo que foi o imóvel da Quinta de Valle Abraão.

Situado na freguesia de Samodães, em frente a Caldas do Moledo, este hotel vai disponibilizar uma série de serviços que, até agora, não existiam, no Douro. Oferece 41 quartos e 9 suites com diferentes tipologias e vistas, incluindo uma Suíte Presidencial. Tem, ainda, variados jardins e uma mata que rodeia a propriedade Dispõe, igualmente, de catorze “villas”, com piscina e terraço privado, viradas ao rio, em estilo moderno, e outras sete, entre as vinhas, num estilo mais tradicional.

Numa fusão entre a filosofia asiática e a cultura europeia, vai ter um SPA de referência internacional e único, até agora, na região do Douro, inserido num espaço de 2200 m².

Nele se poderá encontrar desde um “laconium”, sala destinada a provocar a transpiração, ou sauna panorâmica, até dez salas de tratamento, com luz natural e uso de produtos internacionais – Karin Herzog e Ytsara.

Ao nível gastronómico e segundo a empresa, o uso de ingredientes locais, com um toque de cozinha internacional, cria experiências gustativas que a “Aquapura” considera como verdadeiras “jornadas de sentidos”.

A unidade hoteleira possui, ainda, dois bares, uma piscina exterior aquecida, um campo de ténis e uma mata de 5 hectares classificada, onde existem mais de cem espécies arbóreas.

De acordo com os preçários postos à disposição de algumas agências de turismo, uma só noite, no “Aquapura”, pode custar 580 euros.

 

Jmcardoso

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.